sexta-feira, 15 de abril de 2016

Catedral de Santiago de Compostela

Santiago de Compostela, na Galiza, é conhecida internacionalmente como um dos destinos de peregrinação mais famosos do mundo. 
Desde o século IX, peregrinos de todo o mundo, percorrem quilómetros a pé para venerar as relíquias do apóstolo Santiago Maior, um dos apóstolos de Jesus Cristo, cujo suposto sepulcro se encontra na catedral de Santiago de Compostela.
Nunca estive em Santiago mas gostava muito. O 1º destes postais foi trazido de lá por uns primos meus, o 2º fui eu que comprei algures em Portugal e o último foi enviado pela Vanesa. 

A catedral de Santiago de Compostela está localizada no fim do antigo caminho de peregrinação medieval, o Caminho de Santiago. A descoberta do alegado sepulcro do apóstolo Santiago, durante o reinado de Afonso II, foi um acontecimento da máxima importância na história da Europa e principalmente dos conflituosos territórios da Península Ibérica. Segundo uma lenda local, em 813 um ermitão localizou seu túmulo num local indicado por uma chuva de estrelas, ou Campus Stellae (campo de estrelas) - expressão que dá origem a Compostela.
O local sagrado tornou-se um centro milenar de peregrinação cristã da Europa e foi factor determinante para colocar a Espanha dentro dos círculos medievais graças à catedral dedicada a Santiago Maior, actual padroeiro e protector do Reino da Espanha. 

Ao visualizar a catedral, o visitante tem a sensação de estar frente a uma profusão de estilos. A ideia está certa: as duas maiores torres do conjunto datam do século 17, quando o Barroco estava em seu auge. No entanto, a fase barroca se sobrepôs a uma construção românica. O resultado são os ricos e ostentativos detalhes da fachada, quase em sua totalidade barroca, que contrasta com a concepção sóbria do edifício, marcado por arcos, pelas paredes maciças e pelas poucas janelas.
O estilo românico da catedral é fruto de uma campanha cultural empreendida com o objectivo de educar os fiéis e dar monumentalidade às relíquias dos santos, assim como a seus templos. Pretendia-se passar a mensagem de que somente quem vivesse de acordo com os preceitos da Igreja chegaria ao Paraíso.

www.lafabricadenikis.com
A construção da catedral actual ocorreu entre os anos de 1075 e 1128, durante a Reconquista Cristã, na época de Cruzadas. Antes disso, havia uma primeira capela, proveniente do reinado de Alfonso II, feita entre os anos 791 e 842. Essa construção foi destruída nas lutas contra os Mouros. No ano de 872, iniciou-se a construção da nova basílica de pedra. Mas em 1012 essa basílica primitiva foi derrubada para dar inicio à catedral que conhecemos.
A fachada principal da catedral chama-se Obradoiro, o que significa "trabalho de ourives", devido à talha artística e detalhada dos pedreiros que a realizaram em princípios do século XVIII. - in: http://obviousmag.org/archives/2011/09/catedral_de_santiago_de_compostela_arquitetura_servindo_a_igreja.html

Sem comentários: