quarta-feira, 31 de outubro de 2018

Monumento a Scott - Edimburgo

Edimburgo é das minhas cidades preferidas e este postal que o Óscar me enviou de lá trouxe-me boas memórias da minha viagem à capital escocesa. Uma das últimas coisas que fiz na cidade, foi subir o Monumento a Scott. Se não têm medo de alturas nem de lugares apertados, então esta subida vale a pena. Ao longo da subida podem apreciar-se vistas fantásticas da cidade. 

Photography © Ian Mills
Inaugurado em 1846, o Monumento a Scott (Scott Monument) é uma construção de estilo gótico que foi construída em homenagem ao escritor escocês Sir Walter Scott. Os seus 61 metros de altura fazem dele o maior monumento já criado em homenagem a um escritor. 
O monumento, situado na Princes Street, possui uma cor enegrecida que lhe dá um aspecto sinistramente bonito. A enorme agulha gótica está decorada com 64 personagens das novelas criadas pelo querido escritor.
Como contraponto à escura construção, na parte baixa do monumento há uma estátua de Sir Walter Scott feita com mármore branco que brilha com luz própria. - in: https://www.edimburgo.net/monumento-scott
A subida até ao topo do monumento é feita através de 287 degraus divididos em quatro níveis, nos quais se pode parar para apreciar as vistas da cidade.

sábado, 27 de outubro de 2018

CZ-1462390

Gosto bastante de pontes antigas e esta em Písek é bem antiga, é aliás a mais antiga na Rep. Checa e uma das mais antiga na Europa Central. 

Písek é uma pequena cidade na região da Boémia do Sul, a cerca de 44 km a noroeste de České Budějovice. A cidade é famosa pela Ponte de Pedra sobre o rio Otava.

Foto: Ivan Rillich
CZ-1462390, enviado pela Kveta.
A Ponte de Pedra (Kamenný most) data da segunda metade do século XIII e é a atracção turística mais famosa e importante da cidade. É a ponte mais antiga da República Checa que sobreviveu até hoje. É aproximadamente um século mais antiga que a mundialmente famosa Ponte Carlos, em Praga.
A ponte em si foi construída em estilo gótico, mas há réplicas de estátuas barrocas sobre ela. A Ponte de Pedra em Písek tem, portanto, uma certa semelhança com a Ponte Carlos. No entanto é muito mais curta que a famosa ponte de Praga: 109,75 metros vs. 621 metros.  

Praça de S. Pedro - Vaticano

A Praça de São Pedro é uma das maiores, mais bonitas e mais famosas praças do mundo. Está localizada no Vaticano, aos pés da Basílica de São Pedro. Já lá estive e enviei um postal para mim, que foi o meu 1º postal escrito e selado do Vaticano. Os outros 2 que aqui estão foram enviados pelo Eduardo e pela Rita. 

2009 © Copyright by Plurigraf - Narni (Tr) Italy
As dimensões da praça são espectaculares: 320 metros de comprimento e 240 metros de largura. Nas liturgias e acontecimentos mais destacados, a Praça de São Pedro chegou a abrigar mais de 300.000 pessoas.
A construção da praça aconteceu entre 1656 e 1667, realizada por Bernini com o apoio do papa Alexandre XII.

 Photo: Massimo Cirilli
O mais impressionante da praça, além do seu tamanho, são as 284 colunas e 88 pilastras que circulam a praça em um pórtico de quatro filas. No alto das colunas há 140 estátuas de santos feitas em 1670 pelos discípulos de Bernini.

No centro da praça destaca-se o obelisco e as duas fontes, uma de Bernini (1675) e outra de Maderno (1614). O obelisco, de 25 metros de altura, foi levado a Roma do Egipto em 1586.
A forma mais espectacular de chegar à Praça de São Pedro é pela Via della Conciliazione, uma longa rua que começa no Castelo de Sant’Angelo.  - in: https://www.tudosobreroma.com/praca-sao-pedro

sexta-feira, 26 de outubro de 2018

Oficiais da Alemanha

Comprei uns quantos postais na Alemanha e quando regressei a casa tinha mais uns poucos, 5 ou 6, à minha espera. Estes são os oficiais. Falando em oficiais, enquanto estive na Alemanha enviei dois postais DE, um já chegou ao Japão e o outro espero que chegue em breve à Rússia. 

DE-7581236, enviado pela Johanna.
Deve ter passado por este castelo quando fiz um passeio de barco no rio Reno. o Rheinstein é apenas um das dezenas de castelos e fortalezas ao longo do rio. 

DE-7572982, enviado pela Matthias. 
O Oktoberfest é o maior festival de cerveja do mundo. Realiza-se anualmente em Munique desde 1810. Tem início a partir de meados ou final de Setembro até o primeiro fim de semana de Outubro e recebe mais de seis milhões de pessoas de todo o mundo todos os anos.
O desfile dos anfitriões do Oktoberfest e das cervejarias ocorreu pela 1ª vez em 1887. Neste desfile  podem ver-se os anfitriões/patronos a acenar das suas carruagens engalanadas de flores, carroças decoradas puxadas por 2 pares de cavalos que transportam os primeiros barris de cerveja, e outras que transportam pessoas com os trajes típicos, provavelmente membros das famílias das cervejarias de Munique representadas nas tendas, grupos de desfile de trajes típicos, damas a cavalo ou homens a pé com o estandarte da casa que anunciam e representam, bandas de música e outros grupos folclóricos. No total, participam no desfile cerca de 1000 pessoas. 

DE-7574993, enviado pelo Mark.
Merkstein é uma cidade no distrito de Aachen, no oeste da Renânia do Norte-Vestfália.

Rothenburg ob der Tauber - Alemanha

Rothenburg ob der Tauber é daqueles lugares que parecem ter saído de um conto de fadas. Casinhas fofas e coloridas, torres, muralhas, lojas simpáticas... enfim, mais um lugar para a lista "voltar a visitar". Tinha imensa vontade de visitar a cidade, ainda mais vontade de tirar fotos e agora tenho vontade de lá voltar para tirar fotos melhores. Muita luz, sombras e falta de mais conhecimentos fotográficos, não me deixaram satisfeita. 
Mais satisfeita fiquei com os postais, foi onde comprei mais e de onde decidi enviar para mim o "postal oficial" da minha viagem à Baviera há 2 semanas. No entanto, o 1º postal também foi comprado por mim mas não há 2 semanas. Comprei-o em 2011 quando fui a Colónia participar num encontro internacional do Postcrossing. 

Uma das imagens mais famosas de Rothenburg ob der Tauber é definitivamente o Plönlein. Um edifício estreito em estilo enxaimel com uma pequena fonte na frente, ladeado pelas torres Kobolzeller (direita) e  Siebers (esquerda) e com casas cuidadosamente restauradas de ambos os lados, criando um efeito encantadoramente pitoresco.
Ambas as torres foram construídas como parte da primeira expansão da cidade em 1204. A Torre Kobolzeller garantiu a entrada da cidade a partir do Vale Tauber. Construída de pedras de pedreira, a Torre Siebers protegia o portão sul o Quartel da Enfermaria ter sido incorporado às fortificações da cidade no século XIV.

Foto: Thomas Endlein
Gerlachschmiede, antiga forja, encontra-se entre as torres Rödertor e Galgentor. Esta casa é uma restauração da casa original, completamente destruída em 1945 por um ataque aéreo. Sua empena altamente decorativa, janelas bonitas e símbolos heráldicos coloridos foram totalmente restaurados em 1951. O brasão de armas com a serpente coroada foi criado pelo lendário ferreiro, o próprio Georg Gerlach. A forja fechou em 1967 e desde então é propriedade privada.

quarta-feira, 24 de outubro de 2018

Castelo de Combourg - França

Para me agradecer o postal que lhe enviei da Alemanha, o Damien enviou-me um novo castelo francês. Este castelo medieval está localizado em Combourg, no departamento de Ille-et-Vilaine da Bretanha.

O castelo foi construído por volta de 1025 por Guinguené, o arcebispo de Dol, que o deu ao seu irmão ilegítimo Riwallon, o primeiro Lord de Combourg.

O castelo ficou famoso graças a François-René de Chateaubriand, escritor e político francês, cuja família adquiriu a propriedade em 1761, e onde passou parte de sua infância. Através das suas descrições do castelo, passou a ser considerado "o berço do romantismo". Chateaubriand escreveu nas suas Memórias de Além do Túmulo: "Eu me tornei o que eu sou na floresta de Combourg".
Em 1876, o conde Geoffroy de Chateaubriand, neto do irmão mais velho de François-René (Jean-Baptiste de Chateaubriand), realizou a sua restauração. O projeto foi liderado pelo proeminente arquitecto francês Eugène Viollet-le-Duc.
Propriedade privada, o castelo está classificado como um monumento histórico pelo Ministério da Cultura de França.

terça-feira, 23 de outubro de 2018

FR-1085699

Enquanto estive de férias o meu carteiro continuou a trabalhar e deixou-me 14 postais, um deles é este oficial de França. 

Editions LA GOELLE
A floresta de Saou é uma cadeia montanhosa e uma floresta composta por um sinclinal, considerado um dos mais altos da Europa. A sua bacia está inteiramente localizada na cidade de Saou, no departamento de Drôme, na região de Auvergne-Rhône-Alpes.

Virgem de Cavadonga - Espanha

O último passeio da Celina foi até às Astúrias, Espanha. Foi de lá que me enviou este postal da Virgem de Cavadonga. 

© FISA - ESCUDO DE ORO, S. A.
A Virgem de Covadonga é uma imagem da Virgem Maria que se encontra numa gruta em Covadonga, Principado das Astúrias, Espanha. Ela é a padroeira das Astúrias e uma das sete padroeiras das comunidades autónomas da Espanha. A gruta é um importante centro de peregrinação mariana na Espanha.
Segundo a tradição, a Virgem ajudou os cristãos capitaneados por Dom Pelayo, causando uma derrocada de pedras durante a Batalha de Covadonga, que dizimou o exército árabe. Esta vitória é lendariamente considerada como o começo da Reconquista e a reintegração dos reis cristãos na Península.

sexta-feira, 19 de outubro de 2018

Vencedora do Mês - Setembro

O mês passado fui a sortuda que ganhou este jogo, em que o prémio é um postal enviado por todos os que quiseram participar. Recebi postal da Inês Brito, do Rui, da Inês Barbosa, da Joana, da Luzia e da Silvana. 

Foto: W. Müller * Art & Concept: G. A. Wittich
Gosto tanto deste postal. Como disse à Inês, não sei se gosto mais do velhote, se dos burros. Na verdade, velhotes e burros fazem uma parceria muito fotogénica. 

Fotografia: CNART - Centro Nacional de Arte Rupestre
Confissão a fazer. Viajo km's para visitar locais UNESCO mas ainda não fui visitar as Gravuras de Foz Côa que ficam aqui no meu distrito. Isto vem a propósito de quê?? É que Castelo Melhor, de onde é este postal, é uma das portas de entrada para o Parque Arqueológico do Vale do Côa e onde podemos visitar alguns núcleos de gravuras rupestres. 
Para além das gravuras, podemos visitar na aldeia, entre outros, o seu castelo. 

Fotografia: Luís Ferreira Alves
O Mosteiro de São Bento em Santo Tirso foi fundado por Dª Unisco Godiniz e seu marido Abunazar Lovesendes em 978. 
A actual igreja matriz foi construída em 1659 - 79.
Após a secularização o mosteiro é dividido; uma parte fica para um particular, outra para repartições públicas (Câmara Municipal - nas antigas hospedarias conventuais, Tribunal e Administração do concelho) e o Asilo Agrícola Conde S. Bento, e uma última parte para residência paroquial.
O mosteiro está classificado como Monumento Nacional desde 1910. - in: https://www.cm-stirso.pt/pages/471


A Basílica do Rosário começou a ser construída em 1928, em estilo neo-barroco, segundo um projecto do arquitecto neerlandês Gerardus Samuel van Krieken. Ergue-se no local onde os Pastorinhos brincavam a fazer uma pequena parede de pedras quando viram o clarão que os fez pensar ser uma trovoada, em 13 de Maio de 1917. A primeira pedra foi benzida pelo Arcebispo de Évora, D. Manuel da Conceição Santos, em 1928, tendo a sagração ocorrido em 7 de Outubro de 1953. Em 1954 foi-lhe concedido o título de Basílica Menor, pelo Papa Pio XII. - in: wikipédia

Cora Coralina, pseudónimo de Anna Lins dos Guimarães Peixoto Bretas, foi uma poetisa e contista brasileira. Neste postal está a Casa Velha da Ponte, onde viveu Cora Coralina, na cidade de Goiás. A casa, construída em meados do século XVIII, é actualmente um museu que tem por missão preservar e divulgar a obra de Cora Coralina.  

Foto: Carlos Alvim
A Catedral de São Sebastião do Rio de Janeiro, também conhecida como Catedral Metropolitana do Rio de Janeiro, é uma catedral católica localizada no Centro da cidade do Rio de Janeiro, no Brasil. 
Foi inaugurada em 1979, substituindo, como catedral da cidade, a Igreja de Nossa Senhora do Carmo. Em estilo moderno, apresenta formato cónico, com 106 metros de diâmetro, 75 metros de altura externa, 64 metros de altura interna e capacidade para 20 000 pessoas em pé. 
O projecto é do arquitecto Edgar de Oliveira da Fonseca: segundo alguns, inspirado nas naves do Projecto Apollo, como símbolo do futuro; segundo outros, inspirado nas pirâmides maias. - in: wikipédia

domingo, 7 de outubro de 2018

PT RR - Grupo 113 * Surpresa de Setembro

Se no grupo de Agosto nenhum dos postais era de Portugal, em Setembro foram todos e de vários pontos do país. 


A Inês enviou-me um postal que eu já tinha, no entanto estava em branco e não faz mal nenhum. 
A Sé Catedral de Santarém é um templo jesuíta, datado do século XVII, erigido no local onde se encontrava o Paço Real da Alcáçova Nova, que se encontrava abandonado desde o tempo de D. João II. Mais tarde, com a expulsão dos jesuítas de Portugal, por ordem do Marquês de Pombal, o edifício passou a acolher o Seminário Patriarcal após doação de D. Maria I, tendo assim permanecido até ao século XX.
Aquando da criação da Diocese de Santarém, em 1975, a igreja foi elevada a Sé Catedral. - in: wikipédia

papyrus - edição de postais
Ainda há dias mostrei alguns postais do Palácio da Pena, aqui fica mais um, enviado pela Patrícia. 
Tenho de voltar a visitar o palácio um dia destes, preciso de fotos em condições. Falando em fotos, sabiam que a primeira foto feita em Portugal foi uma foto do Palácio da Pena ?! Foi tirada por um cavalheiro chamado Wenceslau Cifka.

Copioeste
Passei e parei na Praia da Areia Branca em Junho quando fui de autocarro de Lisboa para Peniche. 
No postal não se vê a praia propriamente dita, no entanto diz-se que é um ponto de referência no turismo da região, muito procurada por surfistas. 
O postal foi enviado pela Sónia. 

Foto: Audiovisuais C. M. A.
Não descobri grande coisa sobre a Ponte da Frausta no Vimieiro, apenas e tal como já tinha escrito o Paulo, que fica na rota de uma via romana entre Olisipo (Lisboa) e Emérita Augusta (Mérida). 

PT RR - Grupo 112 * Surpresa de Agosto

Em pleno mês de Agosto um dos postais surpresa decidiu ir de férias para parte incerta e não apareceu na minha caixa de correio. Assim, em vez de 4, recebi apenas 3 postais. Foram enviados pelo Paulo, pela Joana e pela Ana. 

Hamar
É impossível ir à Holanda e não ver moinhos, estão em toda a parte, fazem parte da paisagem do país e são um símbolo da luta dos holandeses contra a água. 
Os moinhos mais famosos do país são:
* Kinderdijk é o grupo mais famoso de moinhos e estão classificados como Património Mundial. Neste local  UNESCO existem 19 moinhos que nos dão uma ideia de como as inundações eram evitadas. 
* Os moinhos de Schiedam são os cinco maiores moinhos de vento do mundo. Esses gigantescos moinhos de vento, alguns com mais de 40 metros de altura, tiveram um papel importante na produção de genebra (um gin holandês). Em vez de recuperar a terra, estes moinhos eram usados para moer grãos.
* O Museu do Moinho Schermerhorn é um dos onze moinhos remanescentes que bombearam a água do lago Schermeer há quatro séculos atrás.
* Zaanse Schans é uma área e um museu de preservação ao ar livre. Há cerca de 250 anos, mais de 600 moinhos formaram o primeiro local industrial do mundo. Eles realizavam uma ampla gama de tarefas industriais, como produzir prateleiras, tintas, mostarda, óleo e papel. 

Photo: Pierre Jacques
É uma das cidades de montanha mais charmosas do mundo, e também uma das mais famosas. Chamonix é conhecida desde que recebeu os Jogos Olímpicos de Inverno, em 1924, ganhando notoriedade como refúgio natural da classe alta francesa nas décadas seguintes, fruto da sua exclusividade e da inacessibilidade de então. 
Com o tempo, foi-se tornando mais popular, estando muito próxima da fronteira com a Suíça e a Itália, mas tendo, como barreira naturais, o Mont Blanc. - inhttps://www.jornaldenegocios.pt/weekend/detalhe/chamonix-todo-o-charme-de-um-refugio-de-montanha

Esta é talvez a igreja belga da qual tenho mais postais. 
A Igreja de São Pedro (1425-1500) foi terminada por Jan Keldermans e Matheus de Layens. 
Foi danificada durante a Segunda Guerra Mundial. Durante a restauração, foi encontrada uma cripta românica do século XI. 
A torre de 50 metros de altura - que deveria ter 169 metros de altura, mas nunca foi concluída mas está incluída na lista do Património Mundial da UNESCO, desde 1999, como um dos Campanários da Bélgica e da França.