segunda-feira, 14 de agosto de 2017

GF Viseu

Muita gente colecciona postais GF, no entanto não vão encontrar este postal no site da postallove. Viseu é possivelmente a única cidade do país com direito a um GF, isto porque foi feito pelo sobrinho da Sofia. Miguel, se quiseres fazer um da Guarda, estás à vontade シ

Alguns factos sobre Viseu:
- Viseu, a capital do distrito com o mesmo nome, foi votada a melhor cidade para se viver;
- Tem uma área de 507.10 km2;
- Dos seus 99.274 habitantes, 128 são postcrossers;
- O concelho de Viseu é atravessado pelos rios Dão, Paiva e Vouga;
- Para quem adora compras, em Viseu encontro o 3º maior centro comercial do país;
- Falando em compras, a Feira de São Mateus é a feira mais antiga da Península Ibérica; 
- Viseu é conhecida como a "Cidade das Rotundas". Não admira, existem lá 197!!

Postais do Zé

Para além destes postais terem sido enviados pelo Zé, as fotos dos mesmos foram tiradas por ele. Ficam muito bem em postal, não ficam? 
O ano passado resolvemos transformar algumas das nossas fotos em postais. Perguntámos a uma gráfica, que faz muitos dos postais que vemos por aí à venda, se era possível e a resposta foi positiva. Eu também mandei fazer alguns. Embora o resultado não tenha sido tão bom como esperava, foi engraçado ver as minhas fotos em postais. 
Há poucas semanas voltámos a fazer outra encomenda, desta vez com os pormenores mais acertadinhos, a coisa correu melhor. 

Foto: José Guedes
Uma bonita caixa de correio em Bogas de Baixo, uma aldeia no concelho do Fundão. 

Foto: José Guedes
Rua Augusta em Lisboa, visto do alto do Arco.
Ligando a Praça do Comércio e a Praça do Rossio, a Rua Augusta é um dos principais centros de comércio da Baixa Lisboeta. Fechada ao trânsito e contendo uma oferta variada para todos os gostos, continua a conjugar tradição e arte, frequentemente ocupada por artistas de rua, artesãos e vendedores ambulantes, onde se encontra de tudo um pouco, não esquecendo as tradicionais floristas e vendedores da apreciada castanha assada… in: https://www.guiadacidade.pt/pt/poi-rua-augusta-16395

domingo, 13 de agosto de 2017

Castelo de Évoramonte

Há muitos, muitos anos li o livro "Uma Aventura em Évoramonte" e desde então sempre quis muito lá ir. Numa bela manhã de Junho, consegui finalmente realizar esse desejo. 
Há uns anos o Luís enviou-me um postal com a torre do castelo. Para assinalar a minha passagem pelo Alentejo, enviei para mim um outro postal com uma vista geral do castelo. 

Esta pequena aldeia alentejana, meio perdida no tempo (e ainda bem), apresenta um belo património, do qual se destaca o seu castelo e a sua curiosa torre quinhentista. 
O Castelo de Évora Monte será um dos raros castelos portugueses que alia características únicas: pelo conjunto arquitetónico que enquadra, pela excelência da paisagem que dele se pode desfrutar, mas também pela sua importância histórica — visto que foi lá o encontro dos generais que em 26 de maio de 1834 puseram fim à única mas sangrenta guerra civil que Portugal conheceu. - in: http://observador.pt/2014/10/07/evora-monte-o-castelo-da-paz/

Design: Luís Chimeno / Foto: Manuel Ribeiro
O castelo situa-se no cimo de uma colina com mais de 400 metros de altitude na parte mais ocidental da Serra d’Ossa. 
À época da Reconquista cristã da península Ibérica, a povoação foi conquistada aos mouros pelas forças portuguesas comandadas pelo lendário Geraldo Sem Pavor, por volta de 1160, ocasião em que o castelo terá tido início. As suas defesas foram recuperadas por determinação de D. Afonso III (1248-1279), soberano que lhe outorgou o primeiro foral (1248), renovado em 1271. Estas tentativas de povoamento, entretanto, não parecem ter sido bem sucedidas, uma vez que seu sucessor, D. Dinis (1279-1325), ordenou a fortificação da vila (1306), dele nos tendo chegado a cerca e as portas. Com a ascensão de D. João I ao trono, o Castelo de Evoramonte e seus domínios passaram para a posse do Condestável D. Nuno Álvares Pereira, vindo posteriormente a integrar os domínios da Casa de Bragança.

No início da Idade Moderna, D. Manuel I (1495-1521) concedeu Foral Novo à vila (1516), iniciando-lhe nova etapa construtiva. Ficando a torre de menagem do antigo castelo destruída pelo terramoto de 1531, no ano seguinte, sob a direcção do alcaide-mor, D. Teodósio de Bragança, é reedificado na forma de um Paço de inspiração renascentista italiana, com risco atribuído aos arquitectos Diogo e Francisco de Arruda. - in: http://terrasdeportugal.wikidot.com/castelo-de-evoramonte

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Férias no Algarve

O Algarve é o nosso principal destino turístico, muito apreciado quer por portugueses quer por estrangeiros. Este ano até eu lá fui passar férias. A Ninocas e a Vera também lá foram e parece que todas andámos mais ou menos pelos mesmos sítios. 

© Michael Howard Photography * www.mikehowardphoto.com
A Ninocas enviou-me este postal com imagens de Moncarapacho, Albufeira, Alte, Estói e Querença. Destes locais só conheci Alte. 

© Edição Vistal * Foto ©, Art & Concept: Gustav A. Wittich
Tavira foi a minha 1ª paragem em terras algarvias. Vi esta vista e comprei um postal igual a este. Não faz mal nenhum a Vera ter enviado um igual. Este fica guardado, o outro há-de ser enviado para alguém. 

sábado, 5 de agosto de 2017

Forte de S. João Baptista - Angra do Heroísmo

Este ano o tema dos selos Europa são os castelos e fortificações. Vai daí, a Lurdes aproveitou logo para enviar uns quantos postais do Forte de São João Baptista, em Angra, com o selo correspondente. 
É pena nenhum dos "meus" castelos aqui perto ter sido contemplado com um selinho, se assim fosse também enviava uns quantos postais. 

Este monumento militar de grandes dimensões está situado no Monte Brasil, um antigo vulcão extinto, formando uma península na costa sul da cidade de Angra do Heroísmo, e duas bonitas baías (a de Angra e do Fanal), e seria parte dominante de um conjunto de fortificações que visavam a protecção da já importante localidade de Angra do Heroísmo. 

 © Grafipost - Editores e Artes Gráficas, Lda
Construídas durante o período de domínio Espanhol do território, a Dinastia Filipina (1580-1640), tinham por objecto a protecção costeira dos agressivos ataques e pilhagens por parte de Piratas e Corsários, e também o aquartelamento das tropas Espanholas. Angra do Heroísmo era também muito importante devido ao seu posicionamento geográfico estratégico, passando por aqui muitas das Rotas primordiais de comércio transcontinental. 
A construção da Fortaleza iniciou-se em 1593, em pleno período de domínio Espanhol, denominada então Fortaleza de São Filipe. No contexto da Restauração da Independência Portuguesa, em 1640, aguentaram-se estoicamente as tropas Espanholas nesta Fortaleza durante onze meses, levando aquando da sua partida, diversas peças de artilharia, que lhes foram concedidas. De volta ao domínio Português, a Fortaleza é então dedicada a São João Baptista. 

A Fortaleza ficou também conhecida por, já no século XX, no período do Estado Novo, ter servido como prisão política. 
A Fortaleza de São João Baptista compreende cerca de 4 km de muralhas defensivas, envolvendo o próprio Monte Brasil, albergando no seu interior a Igreja de São João Baptista, a Capela de Santa Catarina e o Palácio dos Governadores, naquela que é considerada a maior fortaleza construída pela Espanha em todo o mundo. - in: https://www.guiadacidade.pt/pt/poi-fortaleza-de-sao-joao-baptista-18599

Velhotes

Mais dois bonitos postais para a minha colecção de velhotes.

www.sofoto.pt
A Inês enviou este postal como prémio do jogo "Onde estou?". Na verdade eu já tinha este postal, bem mais ou menos, as fotografias são iguais mas à moldura à volta é diferente. 

É este o postal que a Paula me enviou do encontro de Cascais. Não faço ideia de onde é o postal mas eu arriscaria algures nas Beiras. Será??

Encontro 12º Aniversário do Postcrossing

Foi no passado mês de Julho que o Postcrossing fez 12 anos. Como não podia deixar de ser, tal acontecimento teve direito a um encontro e o local escolhido foi Cascais. Participou muita gente e tal como no encontro com a Luzia, também houve postcrossers de outros países, neste caso Indonésia e Turquia. 
A Vitória e o Zé enviaram-me estes 2 postais de Cascais. A Paula tamb+em me enviou 1 postal mas fica para o post seguinte. 

Forways, Lda
O Museu Condes de Castro Guimarães encontra-se instalado no edifício conhecido por "Torre de S. Sebastião", mandado construir por Jorge O'Neill em 1900. O edifício apresenta uma arquitectura revivalista, recuperando e conjugando estilos do passado.
Em 1910, a casa foi adquirida pelo Conde Manuel de Castro Guimarães. Após a sua morte, em 1927, deixou em testamento de 1924, a doação de toda a sua propriedade, jardim, casa e respectivo recheio ao Município de Cascais para que fosse constituído Museu-Biblioteca Municipal. O Museu abriu ao público em 12 de Julho de 1931. - in: https://www.visitportugal.com/pt-pt/content/museu-condes-de-castro-guimar%C3%A3es

Forways, Lda
Localizada em pleno Cascais, entre o Hotel Albatroz e o “Chalet Faial”, a Praia da Conceição está interligada à Praia da Duquesa. O seu nome deve-se à existência de uma capela junto à praia construída em honra de Nossa Senhora da Conceição. É das praias mais frequentadas da vila pela sua privilegiada localização, perto dos vários tipos de transporte e com fácil acesso. - in: http://www.cascaisambiente.pt/pt/espacos/praias/praia-da-conceicao

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Encontro com a Luzia em Lisboa

Conheci a Luzia em Setembro do ano passado em São Paulo e no passado mês de Maio voltei a estar com ela em Coimbra. A viagem dela a Portugal foi a desculpa perfeita para mais um encontro Postcrossing. Uns dias antes de estar comigo, já ela tinha estado com o Zé, a Paula, a Leninha, a Vitória, a Ana Maria, a Edite, a Inês, o Luís, a Gracinha, a Joaninha, a Vanesa e a Raquel. Foi um encontro até grandinho e internacional, estando representados 4 países, Portugal Espanha, Brasil e Bélgica. 

objectoanonimo.com
Começo com um bonito postal da Praça do Comércio enviado pela Vitória. O postal é ainda mais bonito porque usou um selo com a minha Sé da Guarda. 


© 2007 Edições 19 de Abril * Manuel. M. Pinturache
Com a Praça do Comércio lá ao fundo, um postal enviado pela nossa espanhola preferida, a Vanesa. 


Acabei de falar da nossa espanhola preferida, no entanto este postal, ou melhor, a Praça dos Restauradores comemora o fim dos 60 anos de domínio espanhol, a Restauração da Independência em 1640. 
O postal foi enviado pelo Luís. 

© New Jump Lda
O Zé enviou um postal do Mosteiro dos Jerónimos. 
Obra-prima da arquitectura portuguesa do século XVI, está classificado como Monumento Nacional,  inscrito na lista de Património Mundial da UNESCO desde 1983, juntamente com a Torre de Belém e é uma das 7 Maravilhas de Portugal. 

Mafalda Silva © Forways Lda
A Gracinha esteve pouco tempo no encontro mas ainda teve tempo para assinar postais. 

Termino com o postal da Leninha. Uma ilustração do castelo de São Jorge e algumas personagens típicas de Lisboa. 

terça-feira, 1 de agosto de 2017

PT RR - Grupo 60 * Castelos

Postais de castelos, fortes, palácios e outras estruturas semelhantes são sempre bem vindos. Neste grupo recebi postais do Forte da Lagarteira em Vila Praia de Âncora e da Fortaleza de São João Batista do Pico no Funchal.  

Grupo MJF
O Forte de Âncora, também referido como Forte da Lagarteira, localiza-se na actual freguesia de Vila Praia de Âncora. Segundo a tradição, a toponímia Âncora está ligada ao episódio do afogamento da rainha D. Urraca com uma âncora atada ao pescoço, como punição por adultério pelo seu esposo , Ramiro II de Leão. 
O postal foi enviado pela Inês. 

Foto: helloguidemadeira.com / Cristiano Abreu
O Rui enviou este postal que é uma emissão especial dos CTT.
Quando estive no Funchal visitei esta fortaleza. Foi uma canseira chegar lá mas a vista valeu a pena.
Situada a 111,5 metros acima do nível do mar, esta fortaleza, concluída na segunda metade do século XVII, servia, na altura, de armazém de pólvora da cidade (pólvora que era destinada a todos os fortes e torres da Ilha). No século XVII foram estabelecidas nesta fortaleza algumas oficinas de aprendizagem, que duraram até ao século XIX.
Inicialmente designada por Fortaleza de São João, viu o seu nome mudar para, São Filipe e São Miguel para mais tarde recuperar o seu nome de origem.
Em meados do século XX foi entregue à Marinha para ali instalar o Centro de Comunicações da Armada. Devido ao elevado número de antenas ali colocadas a população passou a designá-la, também, por "Pico Rádio". - in: http://www.cm-funchal.pt/cmf/index.php?option=com_content&view=article&id=131:fortaleza-de-sao-joao-baptista&catid=85:outros-locais-de-interesse-s-pedro