segunda-feira, 16 de abril de 2018

JP-1081573

Quando recebi este postal não percebi de imediato o que eram estas coisas iluminadas. Na parte de trás dizia que eram kamakuras, mas isso não ajudou muito porque nunca tinha ouvido falar em tal coisa. Foi então que o google deu uma ajuda. Kamakuras são cabanas de neve. Todos os invernos, a pequena cidade onsen de Yunishigawa, realiza o Festival de Kamakuras e transforma-se num paraíso de inverno com centenas de kamakuras em exibição.

Photo: Tateho Kitayama
JP-1081573, enviado pela Ren.
Há Kamakuras de várias tamanhos, desde casas de neve onde se pode entrar, até as versões iluminadas em miniatura exibidas em vários locais ao redor de Yunishigawa Onsen.
O evento principal acontece em Heike no Sato, um museu ao ar livre no estilo de uma aldeia tradicional, com casas de colmo cobertas de neve, proporcionando o cenário perfeito para as centenas de kamakuras iluminadas ao longo dos caminhos. 
A segunda localização principal é uma ponte de onde os visitantes podem admirar as centenas de mini-kamakura iluminados junto ao leito do rio Zawaguchi. 

domingo, 15 de abril de 2018

Paisagens indianas

A Aparna e a Sachin são duas raparigas indianas com quem troco postais, quer dizer, com a Sachin comecei há poucas semanas. 
Há poucos dias recebi estes bonitos postais enviados por elas. 

Photograph © Nicholas Eakins
Em Março a Aparna foi passar uns dias de férias ao estado de Himachal Pradesh, no norte da Índia e é de lá que é este postal. 
As águas azuis do rio Chandra, formado por um glaciar.  

Photo:´Sachin
O mês passado a Sachin enviou-me um postal oficial e disse que ao ler o meu perfil, lhe pareceu que estava a ler o dela, ou seja, temos várias coisas em comum. Duas delas são as caminhadas e a fotografia. Decidimos então começar a trocar postais e cartas. Depois do oficial, enviou-me este postal com uma foto tirada por ela durante uma caminhada até ao Forte Harishchandragad, no estado onde ela vive, Maharashtra. 
Amanhã segue um postal para ela. 

Madrassa Miri-Arab - Uzbequistão

Um dos postais que mais gostei entre os muitos enviados pelo Paulo, foi este do Uzbequistão. 
Localizada no centro de Bukhara, a madrassa Miri-Arab é considerada um dos monumentos mais interessantes da cidade, e ainda é uma instituição em funcionamento, onde futuros imãs e mentores religiosos recebem a sua educação.

Photo: Timur Khaitov
A construção da madrassa Miri-Arab remonta ao século XVI e está relacionada ao xeque Abdallah Yamani (do Iemen), o guia espiritual dos shebanides.
Na decoração da madrassa predominam diferentes mosaicos de pedra com padrões geométricos, vegetais e caligráficos.
A Madrassa Miri-Arab foi o único estabelecimento educacional espiritual na URSS que começou a funcionar após a Segunda Guerra Mundial. Todos os líderes imames daqueles tempos se formaram neste centro religioso.
O monumento foi destruído algumas vezes mas os restauradores conseguiram reconstruir a maior parte do edifício, retornando sua aparência inicial.

sábado, 14 de abril de 2018

RU-6291728

Este postal até nem é muito grande mas ainda havia espaço na parte de trás para se escrever, pelo menos, um hellozinho. Quem o enviou não escreveu nadinha, apenas o ID e a minha morada!! 

RU-6291728, enviado pelo(a) ??
A Kreuzkirche é uma igreja no antigo distrito de Lomse em Königsberg, Alemanha, agora Kaliningrado, na Rússia. A igreja foi projectada pelo arquitecto Arthur Kickton e construída entre 1930 e 1933 para a comunidade evangélica de Königsberg. 
A igreja foi apenas levemente danificada na Segunda Guerra Mundial e tornou-se uma garagem e uma fábrica de equipamentos de pesca depois da guerra terminar. Depois de um incêndio, foi decidido em 1988 usar o edifício novamente como igreja, agora para a comunidade ortodoxa de Kaliningrado. 

sexta-feira, 13 de abril de 2018

RU-6349308

O ursos polares podem ser encontrados no Árctico, nos EUA (Alasca), no Canadá, na Rússia, na Dinamarca (Gronelândia) e na Noruega (Svalbard). Cada um destes países proibiu a caça ou estabeleceu regras para controlar quantos ursos polares podem ser caçados dentro das suas próprias fronteiras. Essas regras ajudam a manter as populações de ursos polares estáveis. Actualmente existem entre 25.000 a 40.000 ursos polares no Árctico.

Photo: Sergey Gudkov
RU: 634308, enviado pelo Daniel.
Alguns factos sobre os ursos polares:
* Como passam a maior parte das suas vidas no gelo marinho do Oceano Árctico, dependendo do oceano para a sua alimentação e habitat, os ursos polares são a única espécie de urso a ser considerada de mamífero marinho;
* O pêlo do urso polar é translúcido e só aparece branco porque reflecte a luz visível. Por baixo de todo aquele pêlo espesso, a pele deles é negra;
* Embora cerca de metade da vida de um urso polar seja passada à caça de comida, as suas caçadas raramente são bem-sucedidas. As principais presas dos ursos polares consistem em focas, embora também possam capturar carcaças ou contentar-se com pequenos mamíferos, pássaros, ovos e vegetação;
* Embora as mudanças climáticas continuem a ser a maior ameaça à sobrevivência dos ursos polares, eles enfrentam outros perigos. A indústria do petróleo e gás estão a interessar-se pelo Árctico, e com isso podem surgir riscos potenciais de destruição de habitat. O contacto com derramamentos de óleo pode reduzir o efeito isolante da pele de um urso, exigindo que eles usem mais energia para se aquecer, e podem envenená-los se ingeridos. Os ursos polares também podem ser expostos a produtos químicos tóxicos, como pesticidas, através de suas presas, o que pode afectar o funcionamento biológico e a capacidade de reprodução de um urso.
O derretimento do gelo decorrente das mudança climáticas aumentou os conflitos entre humanos e ursos polares quando os ursos polares famintos saem em busca de comida no verão. Felizmente, as pessoas estão aprender a adaptar-se à presença do urso polar e tomar medidas preventivas para reduzir o risco de conflito;
* Os ursos polares machos podem pesar até 800 kg e têm o dobro do tamanho das fêmeas. Isso, além do facto de poderem medir até 3 metros de comprimento, faz dos ursos polares os maiores carnívoros terrestres do mundo;
* Os ursos polares têm um olfacto muito forte, que eles usam para encontrar os buracos que as focas usam para respirar no gelo. Uma vez encontrado o buraco, o urso irá esperar pacientemente até que a foca apareça para respirar e atacam. Eles conseguem detectar uma foca na água abaixo de um metro de neve compactada.

Lipari - Itália

Com os muitos postais portugueses e alguns espanhóis, entre outros, que o Paulo me enviou, veio também um solitário postal italiano, o 1º destes postais de Lipari. Lipari é uma das 8 das Ilhas Eólias que compõem um arquipélago ao norte da Sicília. Estas ilhas estão na lista do Património Mundial da Humanidade desde 2000 por serem um local rico em fenómenos vulcânicos e exemplo excepcional do papel desempenhado pelos vulcões no surgimento e destruição de ilhas. 
O 2º postal foi enviado pelo Luca em 2010. 

Photo: Johanna Huber
Lipari é a maior e mais populosa das Ilhas Eólias. A ilha tem a maior cidade do arquipélago, também chamada Lipari; um lugar animado e movimentado, com ruas pitorescas, um porto atraente e uma histórica cidadela-castelo. 

Castello é como os locais se referem à cidadela, uma estrutura construída numa acrópole grega antes de ser cercada por muralhas no século XIII. No século XVI, Carlos V reforçou-a depois  de a cidade ter saqueada por Barbarossa.

quarta-feira, 11 de abril de 2018

Lago Derwent Water - Inglaterra

Ao longo dos anos recebi alguns postais repetidos e outros tantos dos quais não gosto. Não faz sentido ficar com eles, especialmente com os que não gosto. Por isso estão todos digitalizados, colocados num album e prontos a serem escolhidos por quem não se importa de receber postais usados. Eu não me importo, principalmente se se tratarem de castelos, igrejas, ou como é o caso deste, de locais UNESCO em falta. Derwent Water é um dos principais corpos de água do Parque Nacional Lake District, no noroeste da Inglaterra.
O postal foi inicialmente enviado pela Emma e pelo Andrew para o Alfred, e depois pela Dorothy para mim.

O Lake District é uma área montanhosa, cujos vales foram modelados por glaciares na Idade do Gelo e posteriormente moldados por um sistema agro-pastoral de uso da terra caracterizado por campos cercados por muros. O trabalho combinado da natureza e da actividade humana produziu uma paisagem harmoniosa em que as montanhas são espelhadas nos lagos.

Típico de tudo o que é belo no Lake District,  o lago Derwent Water é cercado por picos de montanhas e pontilhado por  pequenas ilhas cobertas de árvores. 
Mede quase 5 kms de comprimento e 2.5 kms de largura no seu ponto mais largo.