sexta-feira, 19 de abril de 2019

Parque de iSimangaliso - África do Sul

A Justyna estava com medo que eu não gostasse deste postal e talvez por isso se tenha esmerado e dado especial atenção aos detalhes. Apesar do postal ter sido enviado do Canadá, ela conseguiu usar um selo com o Nelson Mandela e decorou o postal com autocolantes e fita com animais selvagens africanos. 

Parque da Zona Húmida de Santa Lúcia foi  inscrito na lista do Património Mundial em 1999. No entanto, em 2007 passou a chamar-se Parque da Zona Húmida de iSimangaliso. 

Cobrindo uma área total de 239.566 hectares, é o maior complexo estuarino de África, localizado no norte da província de KwaZulu-Natal (África do Sul), perto da fronteira sul de Moçambique.
Na costa do oceano Índico podem encontrar-se os recifes de coral mais a sul de todo o continente. Nas praias podem observar-se grandes números de aves e tartarugas em nidificação e, ao largo, as migrações de baleias, golfinhos e tubarões-baleia. Em termos de aves, este complexo tem uma biodiversidade excepcional, tendo sido registadas cerca de 520 espécies.
Para além dos animais marinhos e aves, podem encontrar-se no parque elefantes, leopardos, rinocerontes, crocodilos, hipopótamos, leões, entre outros.  
A parte terrestre inclui uma grande diversidade de ecossistemas, incluindo terras húmidas, lagos, florestas, pradarias, savanas e um cordão de dunas que o separam da costa. Este complexo sistema é muito influenciado por cheias e ciclones frequentes que, não só vão mudando a sua estrutura ao longo dos anos, mas também, a curto prazo, modificam a salinidade de muitas das lagoas costeiras. - in: wikipédia

Monte Fuji - Japão

Cerejeiras em flor e Monte Fuji são dois dos símbolos mais reconhecíveis e associados ao Japão. Para quem quiser uma foto a valer muitos likes no instagram, esta é a altura do ano ideal para o fazer. A cerejeiras junto ao Lago Fuji Five, estão em flor em meados de Abril. Agarrem as máquinas fotográficas e 'bora lá apanhar um avião para o Japão. 

© PIN UP CO., LTD. AOYAMA, TOKYO
JP-1238277, enviado pela Nana.
Com 3776 metros de altitude, o Monte Fuji é a montanha mais alta do Japão. Na verdade, o Monte Fuji é um vulcão adormecido, cuja última erupção aconteceu em 1708. 
Situa-se na fronteira entre as províncias de Yamanashi e Shizuoka e em dias claros pode ser visto de Tóquio e Yokohama. 
A maneira mais fácil de ver o Monte Fuji é apanhar um comboio que faz a viagem ao longo da Linha Tokaido entre Tóquio e Osaka. Se apanharem o comboio na direção de Nagoyo, Kyoto e Osaka, a melhor vista do Monte Fuji pode ser apreciada perto da Estação Shin-Fuji no lado direito do comboio, cerca de 40 a 45 minutos depois de sair de Tóquio.


JP-168167, enviado pela Masayo.
No entanto as nuvens e a pouca visibilidade geralmente bloqueiam a vista do Monte Fuji. Diz-se que apenas 50% das pessoas têm a sorte de o ver num dia claro. A visibilidade tende a ser melhor durante as estações mais frias do ano do que no verão e no início da manhã.

Em 2013 foi inscrito na Lista do Património Mundial. Segundo a UNESCO, o Monte Fuji "inspirou artistas e poetas e foi objecto de peregrinação durante séculos". 

terça-feira, 16 de abril de 2019

RU-7088086

Um oficial de Novgorod com o Monumento Milénio da Rússia e que acabo de me aperceber que faz parte dos "Monumentos Históricos de Novgorod e Arredores", classificados como Património Mundial desde 1992. 

RU-7088086, enviado pela Maria. 
O Milénio da Rússia é um monumento de bronze no Kremlin de Novgorod. Foi erguido em 1862 para celebrar o milénio da chegada de Rurik de Kiev a Novgorod, um evento tradicionalmente considerado o ponto de partida da história do Estado russo.
Durante a Segunda Guerra Mundial, os nazis desmantelaram o monumento e prepararam-no para ser transportado para a Alemanha. No entanto, o Exército Vermelho recuperou o controlo de Novgorod e o monumento foi restaurado em 1944. 
Uma moeda comemorativa de 5 rublos foi lançada na URSS em 1988 para comemorar o monumento.

Igreja da Ascenção, Kolomenskoye - Rússia

A Igreja da Ascensão em Kolomenskoye é um dos monumentos arquitectónicos mais significativos do século XVI na Rússia. Faz parte do grande complexo arquitectónico do museu "Kolomenskoye", perto de Moscovo.
A igreja foi inscrita na lista do Património Mundial da UNESCO em 1994.

A Igreja da Ascensão foi construída em 1532 para celebrar o nascimento do príncipe que se tornaria o czar Ivan IV, o Terrível.

RU-7223219, enviado pela Maria.
Foi um dos primeiros exemplos de uma igreja tradicional com telhado de madeira sobre uma estrutura de pedra e tijolo e teve grande influência no desenvolvimento da arquitectura eclesiástica russa.

Catedral de Alexandre Nevsky - Bulgária

Já não recebia qualquer postal da Bulgária desde 2015!! Este jejum foi finalmente interrompido pelo postal que a Ana me enviou há dias durante a sua recente viagem ao país. Por acaso e apesar de não saber muito bem porquê, também gostava de ir à Bulgária.

a Ana enviou o postal da vista aérea da Catedral de Alexandre Nevsky. Os outros dois foram enviados em 2011 pela Christina e pela Lilia.

Photo: BulFoto Agency
A catedral de Alexandre Nevskyé uma catedral ortodoxa no centro de Sófia, capital da Bulgária. Construída em estilo neobizantino, a catedral é uma das maiores de Sófia, e uma das principais atracções turísticas da capital búlgara.


Dedicada a Santo Alexandre Nevsky, tem altura de 45 m; com o campanário, que tem doze sinos, mede 50,52 metros. Ocupa uma área de 3170 m² e pode conter mais de 5000 pessoas no interior. O interior é em estilo italiano, decorado com alabastro e muitos materiais preciosos.
Foi erigida em homenagem aos soldados russos caídos em combate durante a guerra Russo-Turca de 1877-1878, que libertaram a Bulgária do jugo otomano.


A construção do templo foi iniciada em 1882 mas os trabalhos interromperam-se várias vezes. Recomeçada a construção em 1904, terminou em 1912. A dedicação original da catedral era em honra dos santos Cirilo e Metódio; o nome de Alexandre Nevsky foi-lhe dado em 1924.
Uma parte da catedral está reservada a um museu de ícones provenientes de toda a Bulgária, e faz parte da Galeria Nacional da Bulgária. Esta última é a mais importante colecção de ícones búlgaros de toda a Europa." - in: wikipédia

quinta-feira, 11 de abril de 2019

Castelo Spiš - Eslováquia

Outra cidade medieval a acrescentar num roteiro pela Eslováquia é Spišská Kapitula, uma vila eclesiástica excepcionalmente bem preservada com vista para o castelo Spiš. A cidade consiste na Catedral de S. Martinho, um antigo mosteiro, um seminário e uma única rua com cerca de 30 casas, tudo construções medievais e cercadas por uma muralha construída entre 1662-1665.  
A catedral foi construída entre 1245 e 1273 em estilo Românico. É um dos maiores e mais interessantes monumentos Românicos da Eslováquia. No seu interior encontram-se vários altares medievais e lá repousam muitos dos senhores do castelo.  

Foto: Alexander Jirousek
SK-21635, enviado pela Natasa.
Classificado como Monumento Cultural Nacional, o Castelo de Spiš, com uma área de mais de quatro hectares, e parcialmente em ruínas, é um dos maiores complexos de castelos da Europa Central.
A construção do castelo medieval remonta ao início do século XII.
Na segunda metade do século XV a reconstrução do castelo coube ao novo proprietário Štefan Zápoľský, cuja intenção era transformá-lo numa residência aristocrática imponente. O seu filho Ján, mais tarde o rei da Hungria nasceu no castelo.

Em 1780 o castelo foi destruído pelo fogo e gradualmente caiu em ruínas. A decadência total do castelo só foi impedida através da intervenção de conservacionistas que em 1970 se dedicaram à difícil tarefa de preservar as paredes e os palácios ameaçados pela instabilidade de sua base rochosa.
Actualmente existe na parte reconstruída do castelo um museu documentando a sua história, juntamente com armas medievais e jurisdição feudal.

Bardejov - Eslováquia

Coleccionar postais de locais UNESCO fez minha lista de locais a visitar bem maior do que algumas vez imaginei. Quando fui Bratislava, fui estar perto e depois disso nunca pensei em voltar à  Eslováquia. A verdade é que o país tem alguns locais UNESCO bem interessantes e uma cidade medieval como Bradejov encaixa-se na perfeição na categoria de lugares que eu gosto de visitar. Talvez um dia eu volte para explorar o Património Mundial eslovaco. 

A cidade de Bardejov, localizada no nordeste da Eslováquia, é um exemplo pequeno, mas excepcionalmente completo e bem preservado de uma cidade medieval fortificada, que tipifica a urbanização nesta região.

SK-176246, enviado pelo Branislav.
A praça dá-nos uma ideia de como teria sido a vida na cidade no final na Idade Média, início do período   Renascentista.  A praça é ladeada por filas de casas de influência alemã de comerciantes abastados, cada um com as suas próprias variações de cores pastel, coberturas e outros detalhes. 

Bardejov é dominada pela monumental igreja de Stº Egídio, mencionada pela primeira vez em 1247. A basílica de três naves com várias capelas foi concluída no século XV. Abriga onze preciosos altares góticos com pinturas de painéis.