domingo, 29 de março de 2020

Grutas de Škocjan - Eslovénia

Embora seja um país pequeno, a Eslovénia tem muito para oferecer. Na lista de locais a visitar, podem incluir-se algumas grutas e as Škocjan, não são umas grutas quaisquer. Este sistema de grutas é um dos maiores cânions subterrâneos conhecidos no mundo; é um exemplo de beleza natural com grande valor estético; devido a condições microclimáticas específicas, desenvolveu-se um ecossistema especial; a área tem grande significado cultural e histórico, pois é habitada desde os tempos pré-históricos.

Devido ao seu significado excepcional, as Grutas de Škocjan foram incluídas na lista do Património Mundial da Humanidade da UNESCO em 1986.
  Os círculos científicos internacionais reconheceram a importância das grutas como um dos tesouros naturais do planeta Terra.
Classificadas entre as grutas mais importantes do mundo, as cavernas de Škocjan representam os fenómenos subterrâneos mais significativos tanto da região de Karst como na Eslovénia.
Aquela é a ponte Cerkvenik's, na gruta Šumeča e está erguida a 60 metros da água.

Este sistema excepcional de grutas de calcário compreende dolinas em colapso, cerca de 6 km de passagens subterrâneas com uma profundidade total de mais de 200 m, muitas quedas de água e uma das maiores câmaras subterrâneas conhecidas. O local, localizado na região de Kras (literalmente significa cársico), é um dos mais famosos do mundo para o estudo de fenómenos cársticos.

sábado, 28 de março de 2020

Lago Bohinj - Eslovénia

Li há pouco que o Lago Bled é para turistas e o Lago Bohinj é para viajantes. Não tenho certeza se sou mais um turista ou viajante, mas sei que quero visitar os dois lagos.
Os postais foram enviados pela Ivana, pela Tina e pelo Leonardo.

Situado à beira do Parque Nacional Triglav, nos Alpes Julianos, o Lago Bohinj é o maior lago da Eslovénia. Ele está localizado num vale glaciar e compreende quase 100 milhões de metros cúbicos de água - de acordo com uma velha piada de Bohinj: não mais que um balde, se for grande o suficiente. 
No verão, a temperatura da água chega aos 22 ° C; no inverno, o lago congela às vezes. 

Muitos dos que visitam a  Eslovénia dizem que nunca viram um lago mais bonito do que o Bled ... até verem as águas verde-azuladas do Lago Bohinj, 26 km a sudoeste. O Bohinj pode não ter o glamour de Bled, mas é mais tranquilo, de muitas maneiras, mais autêntico. 
É um destino ideal de férias de verão. As pessoas vêm principalmente para relaxar ou nadar nas águas cristalinas, fazer caminhadas ou passeios de bicicleta ou a cavalo.

Foto: Peter Strgar
A Igreja de São João Batista, que se acredita ter sido construída em 1300, é um dos mais belos exemplos da arquitectura da Idade Média e da pintura a fresco na Eslovénia.

quinta-feira, 26 de março de 2020

Liubliana - Eslovénia

Em 2013 a Mafalda viveu em Liubliana alguns meses e diz ter saudades. Acredito, eu só lá estive umas horas e também lá quero voltar. 

Com menos de 300 mil habitantes, capital e maior cidade da Eslovénia, é uma das capitais mais verdes e habitáveis da Europa; em 2016 foi classificada como a Capital Verde da Europa. 

Foto © Francí Horvat
Ser Capital Verde Europeia 2016 não foi um título meramente decorativo. Foi assumido como um compromisso. O coração do centro histórico os carros não são permitidos. Circula-se a pé, de bicicleta ou qualquer outro veículo não poluente. 
No que diz respeito à a arquitectura, a cidade é uma mistura de estilos. O mestre esloveno de design minimalista e moderno, Jože Plečnik, agraciou Liubliana com belas pontes e edifícios, além de dezenas de elementos de design urbano.
A cidade tem também uma grande influência austríaca, visível em alguns bairros de arquitectura alpina.

quarta-feira, 25 de março de 2020

Leiria

Em Outubro de 2017 86% da área do pinhal de Leiria foi completamente queimada. Desde então surgiram várias iniciativas que visam a recuperação do pinhal. O Postcrossing juntou-se a uma dessas iniciativas e pelo 2º ano consecutivo, alguns postcrossers tugas, entre eles o Óscar, que me enviou este postal, arregaçaram mangas, pegaram nas enxadas e foram até Leiria plantar árvores. Com muita pena minha, não me foi possível ir. 

www.edigpostal.com
Leiria, situada no Centro de Portugal é uma bonita cidade de forte cariz histórico banhada e influenciada pelos Rio Lis e Lena. 
O Castelo é o símbolo máximo de Leiria e daqui se desenrolou a sua história e desenvolvimento, tendo sido um importante marco da nacionalidade Portuguesa (...).
Leiria foi igualmente um importante marco na história dos Descobrimentos Portugueses, pois foi na sua área que as madeiras do Pinhal de Leiria foram semeadas e permitiram muita da construção naval que permitiu ao País navegar para outros mundos, levando o seu nome mais além. Foi D. Afonso III no século XIII que deu início à plantação dos pinheiros, e com o Rei D. Dinis (entre 1279 e 1325) esta cultura foi intensificada. - in: https://www.guiadacidade.pt/pt/poi-leiria-15106

sexta-feira, 20 de março de 2020

Cabo - Madeira

Em Fevereiro, o único problema que a Vitória teve ao viajar para a Madeira, foi um pé magoado. Isso não lhe tirou o ânimo e a julgar pelas fotos que vi, ela e o marido, tiveram uma estadia muito agradável na ilha. 
O ano passado vi e comprei imensos postais lá na Madeira mas a Vitória conseguiu descobrir e enviar-me este que eu nem sequer vi. Uma vaca, uma capela e uma bela paisagem, uma bela escolha.  

© Foto: Vítor Marques | © Casa dos Postais
Depois de alguma pesquisa, lá consegui descobrir que esta é a Capela da Nossa Senhora da Boa Morte, fundada no séc. XVII e que se situa no Sítio do Cabo, na freguesia da Ponta do Pargo.

PT RR - Grupo 147 * Surpresa de Fevereiro '20

Vamos voltar para Fevereiro, ok, quando ainda vivíamos uma vida mais ou menos normal e o vírus ainda não dominava todos os aspectos da nossa existência. 
Não é de todo possível recuar no tempo, a não ser, postalísticamente falando, mostrando os postais que recebi nas últimas semanas. Estes foram os do Grupo Surpresa do RR tuga. Por acaso, em Fevereiro, os postais foram todos portugueses. 

Falando em recuar no tempo, este postal enviado pelo Paulo, leva-me até à ilha de São Miguel em Agosto de 2016. No passeio que fiz às Furnas, eu e a minha prima Carolina, tivemos a oportunidade de comer o famoso Cozido das Furnas, um dos mais famosos e emblemáticos pratos típicos de São Miguel. Antes mesmo de o comer, vi-mo-lo ser retirado da “cova”, nome como é conhecida a fumarola onde é colocado para cozinhar. Quem chegar à lagoa entre  as 12h e 15h, com certeza verá alguma das panelas a ser retirada da terra quente. 
O Cozido das Furnas, cuja origem remonta ao início do século XVI, distingue-se do tradicional “Cozido à Portuguesa pela forma como é cozinhado – usando o calor que brota do interior da terra, e confecionado com ingredientes locais, tais como: os enchidos produzidos da ilha (chouriço de carne, chouriço mouro e morcela de sangue), legumes e hortaliças (cenoura, nabo, repolho, couve-verde, couve-lombarda, batata-branca, batata-doce e inhame) e carnes (de galinha, de porco e a tão saborosa e suculenta carne dos  bovinos criados em pastagem e alimentados essencialmente de erva). http://cozinhamicaelense.com

Também já andei a passear por Sesimbra, há muito, muito tempo, 1998. Passei bastante tempo na praia mas não me lembro de ter visto os pescadores a recolherem as redes da arte xávega.
Em Sesimbra, a xávega pratica-se há muitas décadas na baía, onde é igualmente conhecida por “chincha”, ou “arte do caneiro”. Entre as espécies mais capturadas contam-se cavala, carapau, robalo, salmonete, pargo, choupa, choco e lula. 
O postal foi enviado pelo Rui. 

© Edição Vistal * Foto: M. Boeck - Design: G. A. Wittich
São Miguel, Sesimbra e agora um postal do Algarve, enviado pela Inês. A Vitória já me tinha enviado há uns anos este mesmo postal, no entanto estava em branco. 
Se andei de burro alguma vez, foi quando era criança e não me lembro. Depois de uma pesquisa na net, descobri que há algumas ofertas de passeios de burro no Algarve. 

terça-feira, 17 de março de 2020

Postais do Hawai'i

Há um mês a Ara estava no Hawai e a semana passada  recebi estes três postais enviados por ela, de três ilhas diferentes, Kaua'i, Ilha do Hawai'i e O'ahu.   

Photo © Vincent Scott Tylor
O Vale de Kalalau está localizado no lado noroeste da ilha de Kauaʻi. O vale é cercado por falésias com mais de 610 metros de altura. 
O Kalalau é um dos vales mais fotografados e famosos em todo o arquipélago, isso deve-se principalmente ao facto de o vale e a costa circundante terem servido de cenário para inúmeros filmes, incluindo "King Kong" (o original), "Mighty Joe Young", "Jurassic Park", "Six Days Seven Nights" e também a série "Lost".
O sol e a chuva abundantes proporcionam um ambiente ideal para a flora e a fauna. 
Muitos havaianos nativos viveram no vale até século XX. Hoje, sua designação como um parque estadual proíbe qualquer pessoa de residir lá e apenas aqueles que obtêm as devidas permissões podem pisar neste terreno intocado.

Photo by Michael Paravano
A praia de areia preta de Honomalino é um dos locais mais pitorescos da Ilha Grande do Hawai'i. Por ser acessível apenas a pé e localizada numa área muito remota, geralmente tem pouca gente e permanece em  estado bastante natural. 
Os 800 metros de praia são uma mistura de areia preta e branca, sendo por isso também conhecida como  praia de sal e pimenta. 

 Photographers - Dai Hirota and Tom Sakiyama
Por fim um postal de Pearl Harbor, na ilha de O'ahu. No postal estão fotos do Memorial USS Arizona, USS Missouri, Memorial USS Oklahoma, Memorial USS Utah e USS Bowfin.
Grande parte do porto de Pearl Harbor e das terras vizinhas é uma base naval de águas profundas da Marinha dos Estados Unidos. É também a sede da Frota do Pacífico dos EUA.
Às 7h55 da manhã de 7 de Dezembro de 1941, 183 aviões de guerra Japoneses surpreenderam a base militar e destruíram a Frota do Pacífico dos EUA atracada em Pearl Harbor. No total, nove navios foram afundados e vinte e três navios foram severamente danificados. Três dos vinte e um seriam irreparáveis.
O número total de mortos chegou a 2350, incluindo 68 civis e 1178 feridos. Só no USS Arizona perderam a vida 1177 tripulantes. O ataque foi o evento catastrófico que finalmente levou os Estados Unidos à Segunda Guerra Mundial.