quinta-feira, 20 de abril de 2017

Arquipélago dos Bijagós - Guiné-Bissau

Para o ano tenho de ir à BTL, não há dúvida que é uma bela fonte de postais. Foi lá que a Leninha arranjou estes e mais uns quantos. Parece-me que vale a pena.

Orango Grande e João Vieira são apenas 2 das 88 ilhas pertencentes ao arquipélago dos Bijagós na Guiné-Bissau. Estas ilhas integram uma área protegida, classificada pela UNESCO em 1996 como reserva da biosfera. Esta reserva conta com uma diversificada fauna na qual se contam, entre outras espécies macacos, hipopótamos, crocodilos, aves pernaltas, tartarugas marinhas e lontras. 

© Photos: Maurice Ascani
Na ilha de Orango encontra-se a maior colónia de hipopótamos marinhos do mundo. De acordo com as crenças religiosas da população local, o hipopótamo é um animal sagrado, pelo que não pode ser morto ou ferido.

© Photos: Maurice Ascani
A ilha João Vieira juntamente com a ilha Poilão, formam um dos dois parques nacionais deste arquipélago. Estas ilhas são um dos mais importantes santuários de reprodução das tartarugas marinhas.

Parque Nacional de Kahuzi-Biega - Rep. Democrática do Congo

Este postal fantástico veio da Indonésia mas na verdade é da República Democrática do Congo, mais concretamente do Parque Nacional Kahuzi-Biega, um dos locais UNESCO do país. Não podia ter ficado mais contente quando a Jennifer aceitou fazer esta troca comigo. ☺

O Parque Nacional de Kahuzi-Biega situa-se 50 km a oeste da cidade de Bukavu, na região de Kivu, perto do lado ocidental do lago Kivu e da fronteira com o Ruanda.
É uma vasta área de floresta tropical primária dominada por dois vulcões extintos, o Kahuzi e o Biega, e com uma grande variedade de fauna e flora, incluindo um dos últimos grupos de gorilas-do-ocidente.
Está classificado como Património Mundial da Humanidade desde 1980. 

Luang Prabang - Laos

Depois de ter estado no Camboja em Janeiro, em Fevereiro a Ana foi até ao Laos. Tenho lido coisas fantásticas sobre este país, é mais um a acrescentar à lista.
A Ana enviou-me de lá o 1º destes postais e o 2º foi uma oferta da Verena há uns anos atrás.

Luang Prabrang é a capital e maior cidade da província de Luang Prabang no Laos. É famosa pelos seus templos de origem budista. Existem mais de 50 templos na cidade, que são uma mistura de arquitectura budista e estilo colonial francês. Diz-se que são os templos mais bonitos do sudeste asiático.
A cidade é o principal centro religioso, espiritual e turístico do país. É a 3ª maior cidade do Laos com 77,000 habitantes, a maioria budista.
En 1995, a Unesco, classificou a cidade como 1º Património Mundial do país.

Photography: Song Phonepaseuth
O Haw Pha Bang encontra-se nos terrenos do Museu do Palácio Real. Este templo muito ornamentado é  um dos monumentos mais atraentes de Luang Prabang. Foi construído para abrigar a mais sagrada imagem de Buda do Laos. 

Embora o templo pareça antigo à primeira vista, é uma estrutura razoavelmente nova, terminada em 2006, construída no estilo tradicional de Laos. A construção do templo começou em 1963. As obras foram interrompidas quando o partido comunista Pathet Lao chegou ao poder e recomeçram na década de 1990.

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Phnom Penh - Camboja

A Ana está a aproveitar a sua estadia na Ásia para visitar vários países. Em Janeiro foi até ao Camboja. Se algum dia viajar até à Ásia também vou querer ir lá. 

Photo © Kraig Lieb * 2015 © Purple Moon Publications
O Palácio Real em Phnom Penh é um complexo de edifícios que serve como a residência do rei do Camboja. Desde a construção do palácio em 1860, os reis apenas não viveram lá quando o país entrou em tumulto durante e após o reinado do Khmer Vermelho.
O palácio foi construído depois do rei Norodom ter transferido a capital real de Oudong para Phnom Penh em meados do século XIX. 

domingo, 16 de abril de 2017

Singapura

O mês passado o Zé Pombal andou a passear pela Ásia e passou por Singapura de onde me enviou o 1º destes postais. Estas vistas panorâmicas da cidade podem ser vistas a partir dos Jardins da Baía. 

Distributed by: Associated Marketing Agency PTE LTD © All Rights Rserved
Começando do lado esquerdo do postal temos o Hotel Marina Bay Sands Resort & Casino, o Distrito Financeiro, o Museu ArtScience, a estrutura que parece uma flor de lotús, e a roda gigante Singapore Flyer. 

Distributed by: Associated Marketing Agency PTE LTD © All Rights Rserved
SG-137686, enviado pelo Jonathan.
A Singapore Flyer é uma roda-gigante de observação localizada em Singapura. A cápsula final foi instalada no dia 2 de Outubro de 2007 e a roda de observação iniciou a sua rotação em 11 de Fevereiro de 2008 e foi aberta oficialmente ao público no dia 1 de Março de 2008. 
Atingindo 42 andares de altura, a Flyer compreende tem 150 metros de diâmetro, dando-lhe uma altura total de 165 metros. Ela é 5 metros mais alta que a The Star of Nanchang e 30 metros a mais que a London Eye. Cada uma das 28 cápsulas com ar-condicionado é capaz de transportar 28 passageiros cada, e uma rotação completa da roda demora aproximadamente 30 minutos. - in: wikipédia

SG-234286

Para quem gosta de construções modernas e inovadoras, Singapura é daqueles países a colocar na lista. Confesso que a mim não me seduz, nem tão pouco tenho vontade de visitar, e olhem que é raro eu dizer uma coisa destas!!
Um dos locais a visitar são os Jardins da Baía, um parque no centro de Singapura, adjacente à Albufeira Marina (Marina Reservoir). O parque inclui três jardins frente à costa: o Bay South Garden, o Bay East Garden e o Bay Central Garden.
O complexo Gardens by the Bay faz parte de uma estratégia do governo singapurano para transformar o país de "cidade-jardim" em "cidade num jardim". O objectivo é aumentar a qualidade de vida pela introdução de mais espaços verdes na cidade. - in: wikipédia

SG-234286, enviado pela Yen.
As Super-árvores são estruturas que se assemelham a árvores e dominam a paisagem dos Jardins com alturas que variam entre 25 metros e 50 metros. São jardins verticais que têm várias funções, que incluem plantio, fazer sombra e funcionamento como motores ambientais para os jardins.
As Super-árvores são o lar de samambaias únicas e exóticas, videiras, orquídeas e também uma vasta colecção de bromélias, como Tillandsia, entre outras plantas.
Há uma passagem elevada, o OCBC Skyway que une as duas  árvores maiores para que os visitantes apreciem uma vista aérea panorâmica dos jardins. 
À noite, as Super-árvores ganham vida com um show de luz e música chamado OCBC Garden Rhapsody.

sábado, 15 de abril de 2017

TW-2163455

Alguns símbolos de Taipei, a capital de Taiwan. 

TW-2163455, enviado pela Bao-Yi.
O teleférico Maokong; as lanternas de papel; o Taipei 101, um aranha-céus com 101 andares; as termas em Beitou; o Memorial Chuang Kai-Shek; a Estação Central; o gelado de manga e as YouBike, um sistema de aluguer de bicicletas. 

Fortaleza da Guia - Macau

Quando vi este postal pensei que já o tinha mas afinal estava enganada. É mais um dos que o Paulo enviou há dias.

Construída entre 1622 e 1638, esta fortaleza desempenhou, a par da Fortaleza do Monte, um papel crucial na defesa da cidade contra a tentativa de invasão dos holandeses, em 1622. 

No seu interior encontram-se a Capela da Guia, construída por volta de 1622, e o Farol da Guia, o mais antigo dos mares do sul da China, construído em 1865. As coordenadas geográficas de Macau estão registadas com base na localização exacta do farol. 
A Capela da Guia foi originalmente gerida por freiras clarissas, que residiram no local antes da fundação do Convento de Santa Clara. Em 1998, no decorrer da realização de trabalhos de conservação, foram descobertas pinturas murais no seu interior. Estes frescos ilustram temas quer ocidentais quer chineses, com motivos de inspiração religiosa e mitológica que são um exemplo perfeito da dimensão multicultural de Macau.
A Fortaleza da Guia, a Capela e o Farol são símbolos do passado marítimo, militar e missionário de Macau. - in: http://www.macauheritage.net/pt/HeritageInfo/HeritageContent.aspx?t=M&hid=75

RU-5521191

Também é da Rússia mas este postal é completamente diferentes dos anteriores. Os postais anteriores tinham tudo a ver com a natureza e este é o oposto. Estes modernos arranha-céus encontra-se no Centro de Negócios Internacionais em Moscovo. Um bocadinho mais antigo é o hotel de 5 estrelas Radisson Royal, cujo nome original é Hotel Ukraina. 

RU-5521191, enviado pela Lera.
O hotel foi projectado por Arkadi Mordvinov e Viatcheslav Oltarzhevski. É o segundo prédio mais alto das chamadas Sete irmãs do Classicismo soviético. Era o hotel mais alto do mundo à data de sua construção, até a abertura do Westin Peachtree Plaza, em Atlanta, EUA, em 1976. A construção do hotel sobre as margens baixas do rio obrigou os responsáveis pela obra a cavar bem abaixo do nível da água, o que só foi possível por meio de um engenhoso sistema de retenção e bombeamentos.
O hotel foi inaugurado em 25 de maio de 1957. 50 anos mais tarde, em 2007, foi fechado para uma restauração e modernização completa, e em 2009, os proprietários assinaram um contrato com o grupo Rezidor, para que ele administrasse o hotel como Hotel Royal de Moscovo. No entanto, por motivação histórica, o hotel mantém seu nome original.
Após três anos de obras, o hotel reabriu em 28 de Abril de 2010. - in: wikipédia

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Montanhas Douradas de Altai - Rússia

Todos estes postais oficiais da Rússia mostram algumas belas paisagens das Montanhas Douradas de Altai. Estas montanhas são um dos muitos locais UNESCO russos, estão na lista desde 1998.

RU-5405484, enviado por templar_phoenix.
As Montanhas de Altai, no sul da Sibéria, formam a principal cordilheira na região biogeográfica da Sibéria ocidental e é lá que nascem os seus maiores rios.
A região representa a sequência mais completa de zonas de vegetação altitudinal na Sibéria central, desde estepe, floresta-estepe, floresta mista, vegetação sub-alpina até vegetação alpina. O local é também um habitat importante para espécies animais em vias de extinção, tais como o leopardo das neves.

RU-345055, enviado pela Tanya.
O Katun é o principal rio das Montanhas Altai. Tem 688 km's e a sua nascente situa-se a 2000 metros de altura no sul das montanhas Altai.
Durante Novembro e Abril às águas do rio congelam em determinadas zonas. Durante o verão é navegável e é muito procurado pelos amantes do rafting.

RU-2761714, enviado pela Victoria.
O Monte Belukha, com 4506 metros de altitude, é o pico mais alto das Montanhas Altai. Situa-se no sul da Rússia, na fronteira com o Cazaquistão.
Há vários glaciares na montanha. Dos dois picos, o oriental (4506 m) é mais alto que o ocidental (4440 m).
O monte Belukha foi escalado pela primeira vez em 1914 pelos irmãos Tronov. - in: wikipédia

Vulcão Klyuchevskaya Sopka - Rússia

Dois oficiais da Rússia com o mesmo vulcão. Klyuchevskaya Sopka é um dos vulcões na península de Kamchatka, classificada como Património Mundial do UNESCO .

 RU-5524128, enviado pelo Svytoslov.
Klyuchevskaya Sopka é um estratovulcão, a montanha mais alta da Península de Kamchatka e o vulcão activo mais alto da Eurásia. 
A primeira erupção registrada do Klyuchevskaya ocorreu em 1697 e tem estado quase sempre activo desde então, assim como muitos outros vulcões vizinhos.

RU-3639949, enviado pela Katya.
Klyuchevskaya Sopka é considerado sagrado por alguns povos indígenas, sendo visto por eles como o local onde o mundo foi criado. Outros vulcões na região são vistos com significado espiritual semelhante, mas Klyuchevskaya Sopka é o mais sagrado deles todos.

Igreja de Agios Nikolaos tis Stegis - Chipre

O mês passado o Paulo voltou a surpreender-me com um grande envelope cheio de postais. Ele tem-me enviado muitos postais mas desta vez superou-se, foram uns 300. A maioria são de Portugal mas também há alguns de outros países, como por exemplo do Chipre.
O 1º destes postais foi enviado por ele mas o 2º já foi enviado há uns anos pelo Luís. Ambos mostram a Igreja de Agios Nikolaos tis Stegis, uma das Igrejas Pintadas da Região de Troodos, classificadas como Património Mundial em 1985. 

A igreja de Agios Nikolaos tis Stegis (São Nicolau do Telhado) está localizada no Vale Solea, a 5 kms da aldeia de Kakopetria. 
 A igreja pertenceu a um complexo de monástico e o seu nome vem do telhado de madeira que foi construído para protegê-la do tempo. É a única igreja monástica deste tipo que ainda existe na ilha. O seu interior está inteiramente coberto com pinturas dos séculos XI ao XVII. É considerada uma das igrejas bizantinas mais interessantes em Chipre.

A igreja em si é datada do século XI, enquanto que o mosteiro data do final do século XIII ou início do século XIV e floresceu a partir do período médio bizantino até o período de domínio franco. 
A sua importância diminuiu durante o século XVIII e deixou de funcionar como mosteiro no final do século XIX.

quinta-feira, 6 de abril de 2017

Sítio Arqueológico de Ani - Turquia

Ani situa-se no nordeste da Turquia. O sítio arqueológico desta cidade medieval compreende vários edifícios religiosos, residenciais e militares dotados de uma estrutura urbanística típica da Idade Média, que se desenvolveu ao longo dos séculos sob a soberania de várias dinastias cristãs e muçulmanas.
A cidade alcançou o seu esplendor máximo nos séculos X e XI quando foi a capital do reino arménio dos Bagrátidas e beneficiou do controlo que exercia sobre um dos ramais da Rota da Seda.
A invasão mongol de 1239 e o devastador terremoto de 1319 devastaram a cidade e acelerou seu declínio. Ani é um exemplo do desenvolvimento arquitectónico medieval, graças à presença de quase todas as inovações arquitectónicas que emergiram na região entre os séculos VII e XIII da nossa era.
Ani entrou para a lista do Património Mundial o ano passado e este postal foi enviado pela Gökçe. 

A Igreja de São Gregório de Tigran Honents, terminada em 1215, é o monumento mais bem preservado em Ani. Foi construída durante o governo dos Zacáridas e foi encomendado pelo comerciante arménio Tigran Honents.
O seu plano é chamado salão abobadado. Na frente da sua entrada estão as ruínas de um narthex e uma pequena capela que são de um período ligeiramente posterior. O exterior da igreja é espetacularmente decorado. O interior contém uma importante e única série de frescos que retratam dois temas principais. No terço oriental da igreja é retratada a Vida de São Gregório o Iluminador, no terço médio da igreja é retratada a Vida de Cristo. Tais extensos ciclos de frescos são características raras na arquitetura arménia - acredita-se que estes foram executados por artistas georgianos. 

HU-122276

Nada deixa mais feliz um coleccionador de postais UNESCO, do que receber um postal de um local em falta sem estar a contar com isso. A Necrópole Paleocristã de Pécs era o único local UNESCO da Hungria que me faltava.

Foto: Tám László
HU-122276, enviado pela Éva.
Estas são as ruínas de uma capela tumular romana.
Originalmente o edifício inteiro funcionou como uma câmara de enterro, entretanto, foi reconstruída por volta de 390 d. C, quando um altar de pedra foi erguido e a partir de então passou a ser usado exclusivamente como uma capela. 
Os enterros ocorreram fora do edifício em túmulo feits de pedra ou tijolos. Mais de cem túmulos foram descobertos durante a escavação. Alguns deles podem ser vistos aqui, entre eles o túmulo de uma mãe com o seu filho, bem como um túmulo de uma outra criança.

segunda-feira, 3 de abril de 2017

RU-5402673

Catedral de S. Vladimir em Chersonesus, Crimeia. 

RU-5402673, enviado pela Vera.
A Catedral de São Vladimir é uma catedral ortodoxa russa neo-bizantina, construída no local onde se presume que tenha sido batizado São Vladimir.
A construção iniciou-se em 1874 e foi concluída em 1876.
Durante a Segunda Guerra Mundial a catedral foi destruída. Os trabalhos de restauração começaram no final da década de 1990, embora tenham sido mais activos somente em 2000.

sábado, 1 de abril de 2017

Bufo Real

Fico sempre satisfeita quando recebo um postal da série Fauna da Bielorrússia. Este estava nos meus favoritos e ainda lá tenho mais uns quantos, quase todos, desta série. O postal foi enviado pela Karina.

Este belo bufo real veio da Bielorrússia mas estas aves também se encontram em Portugal, sobretudo em áreas inacessíveis e de relevo relativamente acentuado, sendo as zonas mais remotas do interior aquelas onde o Bufo-real é mais comum. É mais frequente na faixa mais raiana de Trás-os-Montes, Beiras interiores, Alentejo e Algarve. 

O Bufo-real (Bubo bubo) pertence à Família Strigidae onde se incluem as aves de rapina nocturnas vulgarmente denominadas mochos e corujas. No entanto, esta espécie, com os seus 70 cm de altura, é a ave de rapina nocturna de maior porte em todo Mundo.
O Bufo-real tem uma distribuição muito alargada, ocorre na Europa e Ásia, nas zonas subárcticas e subtropicais, e no Norte de África.
Ocorre em regiões com pouca ocupação humana ou topograficamente inacessíveis, normalmente maciços montanhosos, vales rochosos e falésias litorais, sempre com presença de escarpas rochosos que constituem o seu abrigo e zona de nidificação. 
Os ninhos situam-se usualmente em fissuras, cavernas, ou em plataformas rochosas, protegidas por rochas salientes, arbustos, troncos e buracos de árvores ou até no solo, em zonas declivosas; e em edifícios antigos. Por vezes ocupa os ninhos de outras aves
O Bufo-real alimenta-se principalmente de mamíferos de pequeno e médio porte (ratos, ratazanas, lagomorfos e carnívoros), aves de tamanho médio, e com menor frequência aves de rapina, répteis, anfíbios, peixes e cadáveres.
Espécie monogâmica, a relação do casal é permanente. Ambos os progenitores cuidam das crias. - in:
http://covaodaponte.com/bufo-real

quinta-feira, 30 de março de 2017

Sítio Arqueológico de Kernavé - Lituânia

Os postais dos últimos 2 posts mencionam uma futura viagem, estes 2 lembram uma viagem do passado. Faz em Setembro dois anos que fui à Lituânia e o Sítio Arqueológico de Kernavé foi onde passei a minha última manhã. Foi uma manhã muito bem passada. A única coisa que não correu bem foi não ter visto quaisquer postais, nem sequer no museu. Ainda bem que já tinha um enviado pelo Johnson. Este ano, no início do ano recebi outro postal, aliás, o postal do Sarunas foi i 1º postal oficial do ano. 

Kernavé situa-se a 35 kms de Vilnius. Foi uma das capitais medievais do Grande Ducado da Lituânia e hoje em dia é uma atracção turística bastante popular devido, principalmente, ao sítio arqueológico, que é Património Mundial da Humanidade desde 2004. 

Photo by Vaidas Jurgelis, 2015
LT-546985, enviado pelo Sarunas.
O Sítio Arqueológico de Kernavė, situado no vale do rio Neris, representa um excepcional testemunho de cerca de 10 milénios de permanência humana nesta região. 
O que salta logo à vista ao chegar ao local são as impressionantes colinas. Era precisamente esta a imagem que eu tinha do local. Existem 5 e subindo uns quantos degraus, podemos chegar ao topo de todas elas.
Estas colinas são colinas-fortaleza ou castros. Existem mais colinas destas no pais, a maior parte delas, perto de rios e que ao longo dos séculos foram adaptadas pelo homem para servir de habitação e defesa.
Estas 5 colinas formaram uma área defensiva quando Kernavé foi um importante centro do estado da Lituânia nos séculos XIII e XIV. 

As colinas tinham diferentes propósitos. Numa situava-se a casa do grão duque, os comerciantes e artesãos viviam noutra e as outras colinas assumiam um papel mais defensivo.
Em todas as colinas havia pequenos povoados formados por edifícios de madeiras, quintais e ruas delimitadas por cercas. Durante os séculos XIII e XIV terão vivido aqui cerca de 2000 pessoas. 
Embora a cidade tenha sido destruída pela Ordem Teutónica nos fins do século XIV, o local permaneceu em uso até os tempos modernos.
Para além das colinas, o local preservou  antigos vestígios agrícolas, sepulturas e outros monumentos arqueológicos que vão do Paleolítico recente até a Idade Média. 

Catedral de Roskilde - Dinamarca

Para além de Copenhaga também vou querer visitar outros locais perto da cidade. A catedral de Roskilde não fica longe mas por enquanto ainda não está nos meus planos. 
O 1º destes postais também foi enviado pela Margarida e o 2º pelo Genek. 

 A Catedral de Roskilde, na cidade de Roskilde na ilha de Zelândia no leste da Dinamarca, foi a primeira catedral gótica construída em tijolo na Escandinávia, e a sua edificação encorajou a expansão do estilo Gótico de Tijolo por todo o Norte da Europa. 
Foi construída durante os séculos XII e XIII, e incorpora conceitos arquitectónicos tanto góticos como românicos. 

Esta catedral tem sido desde o século XV o principal mausoléu dos monarcas da Dinamarca, o que levou a diversos acrescentos e alterações, sobretudo de capelas fúnebres.  
É uma das maiores atracções turísticas da Dinamarca, contando anualmente com mais de 125.000 visitantes.
Está classificada como Património Mundial da Humanidade desde 1995. 

Igreja de Grundtvigs, Copenhaga - Dinamarca

É mera coincidência que esteja a publicar estes postais precisamente no dia em que eu e uma amiga reservámos os nossos voos para Copenhaga. A Dinamarca só passou a ser um opção para as minhas férias de Junho a apenas algumas semanas mas já há bastante tempo que quero lá ir. Finalmente surgiu a oportunidade e dia 19 de Junho lá vou eu. 
O 1º postal foi enviado pela Paola e a Margarida enviou os outros três. 

A Igreja de Grundtvigs foi erigida em homenagem ao padre, poeta, e reformador dinamarqueses N.F.S. Grundtvig (1783-1882). Esta igreja é referida em termos modernos como uma catedral gótica. 

Foto & produktion: Gronlunds Forlag
O seu construtor e arquitecto Peder Vilhelm Jensen Klint (1853 - 1930) morreu antes da igreja ficar concluída.

Foto & produktion: Gronlunds Forlag
O seu filho, arquitecto e designer, Kaare Klint (1888-1954) prosseguiu com a construção da igreja que terminou em 1940. Kaare Klint também projectou as cadeiras para a Igreja Grundtvigs, feitas de madeira de faia com assentos de vime, um design de mobiliário dinamarquês clássico.

Foto & produktion: Gronlunds Forlag
Graças ao seu aspecto invulgar, é uma das igrejas mais conhecidas da capital dinamarquesa.