domingo, 31 de dezembro de 2017

Cidade Histórica de Ahmadabad - Índia

Quase todos os anos a Índia acrescenta novos locais à lista do Património Mundial da Humanidade. 2017 não foi excepção e a Cidade Histórica de Ahmadabad foi o local indiano que entrou para a lista este ano. Este postal mostra a entrada do Forte Bhadra e foi enviado pela Shrish.

No que diz respeito a monumentos em Ahmadabad, o Forte Bhadra merece uma menção especial. Construído no ano 1411 durante o governo de Marathas, foi estabelecido pelo sultão Ahmad Shah, fundador da cidade.

A cidade histórica de Ahmadabad, fundada pelo sultão Ahmad Shah no século XV, na margem oriental do rio Sabarmati, apresenta uma rica herança arquitectónica do período sultanato, nomeadamente a cidadela de Bhadra, as muralhas e portões do Forte e numerosas mesquitas e túmulos, bem como importantes templos hindus e jainas de períodos posteriores. 
O tecido urbano é composto por casas tradicionais em ruas tradicionais fechadas com traços característicos como por exemplo, bebedouros de pássaros, poços públicos e instituições religiosas. A cidade continuou a florescer como a capital do estado de Gujarat durante seis séculos, até ao presente.

quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

Catedral de Sibenik - Croácia

Quando finalmente voltar à Croácia vou querer visitar algumas cidades ao longo da costa do Adriático. A maior parte delas estão classificadas como Património Mundial ou têm algum monumento classificado. É o caso da Catedral de Santiago em Sibenik, classificada desde 2000.
Estes postais foram enviados pela Sunny e pela Mirna.

Photo by A. Carli
A catedral de Santiago em Sibenik, é uma das jóias da arquitectura gótico-renascentista da costa dálmata. A sua construção iniciou-se em 1431 e terminou em 1535. A catedral é um testemunho dos intercâmbios artísticos entre a Dalmácia e a Itália, especialmente a Toscana, nos séculos XV e XVI. 

Na construção da trabalharam diferentes arquitectos. Para além de testemunhar a mistura de técnicas de áreas distintas, a catedral apresenta também a transição entre dois estilos (gótico e renascentista) que se sucedem de forma harmoniosa neste belo templo construído em mármore e calcário.

Catedral de Zagreb - Croácia

Há exactamente 11 anos estava em Zagreb. Estou sempre a dizer isto mas é verdade, quero muito, mas mesmo muito voltar a Zagreb e visitar outros locais no país.
Zagreb foi precisamente uma das últimas viagens da Lina, que me enviou o 1º destes postais. A Nives enviou o 2º há uns 4 anos.  

Para além de muito bonita é também enorme, é mesmo o edifício mais alto na Croácia. 
A Catedral de Zagreb situa-se no Kaptol. É dedicada à Assunção de Maria e de reis  Santo Estêvão e São Ladislau. A catedral é tipicamente gótica, como é sua sacristia, que é de grande valor arquitectónico. 

Tisak More
Construção da Catedral começou em 1093, mas o edifício foi destruído pelos Tártaros em 1242. No final do século XV, o Império Otomano invadiu a Bósnia e a Croácia, provocando a construção de muralhas em torno da Catedral, algumas dos quais ainda estão intactas. No século XVII, uma torre fortificada renascentista foi erguida no lado sul e foi usado como um ponto de observação militar, devido a ameaça otomana.

www.atlasax.net
A catedral foi severamente danificada durante o terremoto de Zagreb de 1880. A nave principal entrou em colapso e a torre foi gravemente danificada. A restauração da catedral em estilo neogótico foi liderada por Hermann Bollé, trazendo a Catedral a forma actual.
A catedral é retratada no verso da nota de 1000 kunas emitida em 1993.

quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

SK-123808

Na Eslováquia também há coisas bonitas para ver, como mostra este postal oficial, apenas o 3º em 11 anos de Postcrossing. 

Foto: Blazej Babik
SK-123808, enviado pelo Peter.
Estes 4 locais na Eslováquia são: Alto Tatra, uma montanha na fronteira entre a Eslováquia e a Polónia; Bratislava e o seu castelo, onde eu já estive; a Catedral de Stª Elisabete em Kosice e a Igreja de Stº Emerano no castelo de Nitra. 

Favoritos da Ucrânia

Quem diria que a Ucrânia tem tantos castelos bonitos?!! A Fortaleza de Khotyn e o Castelo de Mukachevo são dois belos exemplo da arquitectura militar ucraniana. 
Os postais foram enviados pela Julija e pela Olena.

 A Fortaleza de Khotyn é um complexo fortificado localizado na margem direita do rio Dniester em Khotyn, província de Chernivtsi, no oeste da Ucrânia. Está situado num território da histórica região de Bessarabia do Norte, que foi dividida em 1940 entre a Ucrânia e a Moldávia. 
A construção da actual fortaleza foi iniciada em 1325.
A fortaleza é uma grande atracção turística na região e em toda a Ucrânia. Em 2007, a fortaleza foi nomeada uma das Sete Maravilhas da Ucrânia.

O castelo de Mukachevo é um valioso monumento arquitectónico militar da Ucrânia. O castelo foi erguido na encruzilhada das antigas rotas comerciais e militares que seguiam desde Poddunaysky até ao Principado de Kiev e desde as minas de sal de Semigradiye até à República Checa, a Morávia e a Polónia.
O propósito da construção do castelo era proteger e controlar as rotas comerciais. A data exacta da construção é desconhecida.
A melhoria e reconstrução do castelo remonta ao reinado de Podolsky, Príncipe Fyodor Koryatovich. Durante os anos de seu reinado em Mukachevo (1396-1414), ele conseguiu transformar o pequeno castelo numa forte fortificação e transformou-o na sua residência.
Após a morte de Fyodor Koryatovich, o castelo pertenceu a numerosos proprietários.
Em 1633, o castelo foi comprado pelo Príncipe Transilvano Dierd I Rakoczi. Com a ajuda de dois engenheiros franceses, começou a reconstrução do antigo castelo. Muitas melhorias foram adicionadas durante os 78 anos da dinastia de Rakoczi.
Durante séculos, as paredes do castelo estiveram sob cerco de numerosos conquistadores. Mas apenas alguns deles poderiam capturá-lo. A fortaleza sobreviveu a vários cercos. Um deles e o mais memorável durou quase dois anos e meio - desde o verão de 1685 até o inverno de 1688.
Em 24 de Julho de 1711, após a derrota de Ferenc II Rakoczi, o castelo voltou a entrar no tesouro do imperador austríaco. No século XVIII, o castelo perdeu importância militar e, em 1789, foi transformado em prisão para prisioneiros políticos.
Em 2 de Maio de 1848, insurgentes apreenderam o castelo e libertaram os prisioneiros. Em 1897, a prisão foi abolida. O castelo esteve abandonado durante muito tempo. Em 1922-1926, foi parcialmente renovado e foi usado como quartel militar.
Na época soviética, o castelo Mukachevo tornou-se um museu. Hoje, é uma das principais atracções da região de Zakarpattia.

terça-feira, 26 de dezembro de 2017

Igreja do Salvador sobre o Sangue Derramado - São Petersburgo

 São Petersburgo está no topo da lista da cidades que eu quero visitar. Imagino-me a tirar centenas de fotos a todos aqueles belos edifícios, igrejas e palácios. Um dos monumentos que mais quero ver é a Igreja do Salvador e vê-la num dia de neve, como se vê em alguns destes postais, seriam fantástico. 
Os postais foram enviados pela Ara, pela Alena, pela Mia e pela Angela. 

A Igreja do Salvador sobre o Sangue Derramado é uma das principais catedrais ortodoxas russas em São Petersburgo.
A igreja também é conhecida como a Igreja de Nosso Salvador no Sangue e a Igreja da Ressurreição de Jesus Cristo, seu nome oficial. O "sangue" no nome refere-se ao do Czar Alexandre II, que foi morto naquele local a 13 de Março de 1881, bem como ao de Jesus crucificado.

A construção começou em 1883 sob as ordens de Alexandre III, como um memorial para seu pai. O trabalho progrediu lentamente e foi finalmente completado durante o reinado de Nicolau II em 1907.
O financiamento foi fornecido pela família real com o apoio de muitos investidores privados. 
Após a revolução, a igreja foi saqueada prejudicando o seu interior. O governo soviético fechou a igreja no início da década de 1930.
Durante a Segunda Guerra Mundial, a igreja foi usada como armazém para vegetais. Sofreu danos significativos durante o cerco de Leninegrado e depois da guerra, foi usada como armazém de um teatro de ópera próximo.

Em Julho de 1970, a administração da igreja passou para a Catedral de São Isaac (então usada como um museu altamente lucrativo) e começou-se a restaurar a igreja.
Foi reaberta em Agosto de 1997, após 27 anos de restauração, mas não voltou a ser santificada e não funciona como um local de culto a tempo inteiro. 
A igreja é agora uma das principais atracções turísticas de São Petersburgo.

A igreja situa-se ao longo do canal de Griboedov. A secção de rua onde o assassinato de Alexandre II ocorreu foi encerrada nas paredes da igreja.
Arquitectonicamente, a igreja não tem comparação em São Petersburgo. A arquitectura da cidade é predominantemente barroca e neoclássica, mas esta igreja está mais em linha com a arquitectura russa medieval. 

O interior foi desenhado por alguns dos mais famosos artistas russos - incluindo Viktor Vasnetsov, Mikhail Nesterov e Mikhail Vrubel -, mas o arquitecto-chefe da igreja, Alfred Alexandrovich Parland, era relativamente pouco conhecido. 
No lugar exacto da morte de Alexandre, foi construído um santuário decorado com topázio, lazurita e outras pedras semi-preciosas.
A igreja contém mais de 7.500 metros quadrados de mosaicos - de acordo com seus restauradores, mais do que qualquer outra igreja do mundo. Os mosaicos retratam cenas e figuras bíblicas, com belas bordas padronizadas definindo cada imagem.

segunda-feira, 25 de dezembro de 2017

Fiskars - Finlândia

Este postal foi um dos apenas dois postais que recebi a semana passada. Dois postais numa semana, que pobreza e ainda por cima na semana do Natal. A greve contribuiu para isso e só espero que amanhã chegue alguma coisa. 
O postal foi enviado pela Anna-Maria e é um postal de um encontro para me desejar um Feliz Natal. 

Apenas a uma hora de carro de Helsínquia, Fiskars, uma antiga cidade metalúrgica, voltou a renascer ao longo dos últimos anos. Comunidades de artesãos, designers e artistas agora vivem e trabalham aqui. Para os visitantes, a área possui museus, cafés, alojamentos locais e até mesmo um hotel construído nos anos 1800. 
A antiga fábrica hospeda uma exposição anual de arte de verão que rapidamente se tornou numa das mais esperadas do país e uma tradição para muitos amantes da arte, atraindo quase 100 artistas todos os anos.

Abadia de Jedburgh - Escócia

Quando estive na Escócia fiz um passeio pelas Scottish Borders e visitei uma das quatro principais abadias dessa região, a Abadia de Melrose. Este postal é de outra dessas quatro abadias, a Abadia de Jedburgh. 
Foi com este postal que o Miguel me desejou um Feliz Natal. 

© Allan Wright
A Abadia de Jedburgh é uma das quatro principais abadias nas Scottish Borders que foram construídas no século XII. 
A abadia foi construída pelo rei David I da Escócia para os monges agostinianos. Com Jedburgh, David queria também mostrar aos vizinhos ingleses que ele poderia igualar qualquer grande edifício na Inglaterra. Infelizmente, a proximidade com a fronteira inglesa significou que a abadia fosse gravemente danificada e reconstruída várias vezes durante as Guerras de Independência.
A abadia fica no centro de Jedburgh e domina a cidade. Embora em ruínas, o que resta do edifício está suficientemente intacto para ainda apresentar um perfil impressionante.

GB-946955

Em duas das minhas viagens este ano, vi mudanças das guardas 4 vezes e sem estar a contar com isso. Tal não aconteceu em Londres e nem sequer me passou pela cabeça esperar para ver. De qualquer maneira, não se me me aguentaria 45 minutos a ver tal coisa. 

GB-946955, enviado pela Karen.
A Mudança da Guarda, também conhecido como Guard Mount, ocorre fora do Palácio de Buckingham a partir das 10h45 e dura cerca de 45 minutos. A Guarda Velha do Palácio de Buckingham forma-se no pátio do palácio das 10h30 e é acompanhada pela Guarda Antiga do Palácio de São Tiago por volta das 10h45. A Nova Guarda chega então do quartel de Wellington e assume as responsabilidades da Velha Guarda numa cerimónia formal acompanhada de música.
A Guarda que cuida do Palácio de Buckingham é chamada de The Queen's Guard e é formada por soldados em serviço activo da Household Division’s Foot Guards. Os guardas estão vestidos com as tradicionais túnicas vermelhas e chapéus de pele de urso.
A cerimónia é gratuita acontece todas as segundas, quartas-feiras, sextas-feiras e domingos, se o tempo o permitir.

sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

Farol da ilha de Texel - Holanda

Depois de um farol alemão, segue-se um farol holandês. Este é o farol da ilha de Texel, a maior e mais populosa ilha das Ilhas Frísias Ocidentais no Mar de Wadden, na Holanda.

© Van Leers - Holland - www.vanleers.nl * © Fotografie: Salko de Wolf - Texel
NL-3954273, enviado pelo Coby.
O farol de Texel foi construído em 1864 depois de alguns habitantes de Texel terem sofrido na pele os perigos das águas entre Texel e a ilha de Vlieland (72 navios foram destruídos entre 1848 a 1860). 
A torre tem 37 metros de altura.

© Salko de Wolf
NL-1358867, enviado pela Liesbeth.
Durante a revolta dos georgianos na ilha - eles barricaram-se na torre - o farol ficou fortemente danificado e teve que ser reconstruído. Em 1950 entrou novamente em funcionamento. 

DE-6664310

Foram vários postais alemães assim de seguida mas este é o último. É um oficial da Alemanha e mostra o farol Gellen-Hiddensee na ilha de Hiddensee. 

Foto: Klaus Ender

DE-6664310, enviado pelo Edeltraut.
O farol de Gellen-Hiddensee tem 12.30 metros de altura, foi feito em aço, pintado de branco e tem uma galeria vermelha com telhado cónico. Foi construído em 1904, testado em 1905 e ficou totalmente operacional em 1907.

Encontro de Bielefeld - Alemanha

Tal como nos anos anteriores, este ano também se realizou em Bielefeld mas um grande encontro internacional do Postcrossing. O grande acontecimento aconteceu nos últimos dias de Outubro. A Leonie não faltou e enviou-me este postal. 

© Schöning GmbH & Co. KG
As assinaturas no postal são demasiadas para contar. Quem diz assinaturas, diz carimbos e autocolantes, há postcrossers mesmo dedicados. Eu fico-me pelas canetas coloridas. 

quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

Görlitz - Alemanha

Dois postais de Görlitz, um enviado pelo Emerich e o outro enviado pelo Rafal como oficial, ambos recebidos em 2011.  

Görlitz é uma cidade da Alemanha localizada na região administrativa de Dresden, estado da Saxónia. É a cidade mais oriental da Alemanha, situada às margens do rio Neisse.
Görlitz foi fundada no século XI. Desde o fim da Segunda Guerra Mundial o rio Neisse é a fronteira entre Alemanha e Polónia. - in: wikipédia

 
DE-839419, enviado pelo Rafal.
No postal pode ver-se a Igreja de S. Pedro e Paulo, originalmente construída em 1230 em estilo românico, com alterações em estilo gótico entre 1423-1497. As torres neo-góticas foram construídas em 1800 e podem ser vistas de qualquer ponto da cidade.

Fábrica Fagus - Alemanha

Tenho uma certa dificuldade em gostar de arte moderna ou contemporânea, seja em pintura ou arquitectura. Não acho nada de extraordinário mas se as pessoas dizem que esta fábrica merece estar na lista da UNESCO, por algum motivo é e quem sou eu para dizer o contrário.
Esta fábrica entrou para a lista do Património Mundial em 2011 e os postais foram enviados nesse mesmo ano pela Joanna e pela Anja. 

 A fábrica Fagus, construída a partir de 1911 por Walter Gropius, mais tarde o grande arquitecto da Bauhaus, e Adolf Meyer, é considerada a obra que deu origem ao Modernismo na arquitectura. Marca característica da Arquitectura Moderna é a construção da fachada com vidro e aço, e os cantos livres, totalmente envidraçados, dando ao complexo leveza e elegância.

Os arquitectos conseguiram dar a uma empresa de médio porte uma aparência totalmente fora do comum, diferente da arquitectura tradicional. O funcional complexo industrial foi construído em três fases a partir de 1911, sendo que Gropius se baseou num projeto anterior do arquiteto Eduard Werner para projectar a sua planta. A arquitectura de cada prédio adapta-se à sua função. O armazém, por exemplo, é uma sólida construção de enxaimel, enquanto o armazém de produção tem amplas fachadas de vidro, criando um ambiente claro, ideal para trabalhar. A arquitectura de Gropius, com extremidades suspensas e fachadas cobertas apenas por vidro, marca também o início da moderna forma de construção com esqueleto estrutural. Cem anos depois, o prédio ao mesmo tempo elegante, futurista e atemporal da fábrica, classificado como património histórico e cultural, continua a cumprir sua finalidade e é considerado um exemplo bem sucedido da cultura industrial do século XX. - in: http://www.germany.travel/pt/cidades-e-cultura/patrimonio-mundial-da-unesco/a-fabrica-fagus-em-alfeld.html

Castelo de Wartburg - Alemanha

Vi o postal do castelo de Wartburg com neve e coloquei-o de imediato nos meus favoritos. Este foi o outro postal que a Ina me enviou e para o enviar até usou um selo com o castelo.
O outro postal foi enviado pela Sabine há 9 anos!!

Nestlers Top Cards
Grande, poderoso e com muita história guardada nos seus muros: o castelo de Wartburg, no alto da cidade de Eisenach, é património mundial da UNESCO desde 1999. O castelo é um dos mais bem conservados da Idade Média alemã. Com quase mil anos de história, ele é o mais famoso castelo da Alemanha, e certamente um dos mais importantes.

O palácio do século XII, com o seu luxuoso salão de festas, prova ainda hoje a era do apogeu de Wartburg e é um exemplo perfeito e valioso da arquitectura românica tardia. Quem entra actualmente no amplo complexo tem a sensação de abrir as páginas de um livro sobre a história da Alemanha. A arte da corte medieval, a vida e a obra da Santa Elisabeth, a festa das "Burschenschaften", as tradicionais ligas estudantis alemãs, a "Sängerkrieg", uma competição entre menestréis, e a ópera romântica de Wagner, "Tannhäuser" – tudo isso está intimamente ligado a Wartburg. Como também Martinho Lutero, que procurou e encontrou abrigo em Wartburg, em 1521/22, sob o pseudónimo de "Junker Jörg". Foi aqui que ele aproveitou o tempo para se preparar para futuras disputas teológicas e elaborar sua tradução do Novo Testamento para o alemão. - in: http://www.germany.travel/pt/cidades-e-cultura/patrimonio-mundial-da-unesco/wartburg.html

terça-feira, 19 de dezembro de 2017

Catedral de Aachen - Alemanha

Há uns tempos coloquei um postal da catedral de Aachen nos meus favoritos e a Ina, quem tinha enviado esse postal, perguntou-me se queria fazer uma troca com ela. Eu até já tinha outros postais da catedral mas este é bem mais bonito. 

© Schöning GmbH & Co. KG
A Catedral de Aachen foi merecidamente o primeiro Património Mundial da Alemanha a entrar para a lista da UNESCO, em 1978. Construída por volta de 790 a 800, a catedral tem importância universal para a história da arquitectura e da arte e é um dos grandes modelos da arquictetura religiosa. O local onde se encontra o túmulo de Carlos Magno foi também palco das coroações dos imperadores alemães durante 600 anos.

Quando Carlos Magno tornou Aachen o centro do seu império, por volta do ano de 800, ele pretendia que a cidade se tornasse uma nova Roma. A capela do palatinado imperial, "Kaiserpfalz" - a parte mais antiga da actual catedral - seria o centro religioso. Acredita-se hoje que a construção da monumental cúpula, com uma planta octogonal, durou apenas cerca de dez anos, uma obra-prima da arquitectura que reuniu harmonicamente os povos, por assim dizer, nas suas formas romanas orientais e ocidentais. Quando Carlos Magno morreu, em 814, a capela do Palatinado passou a abrigar o seu túmulo. Hoje, o seu sarcófago encontra-se no coro gótico, vizinho do trono imperial, conservado até hoje.

DE-992417, enviado pela Vanessa.
Um dos tesouros eclesiásticos mais importantes da Europa fica na câmara do tesouro, no claustro da catedral: relíquias valiosas da fase final da Antiguidade e da Idade Média. Entre outras preciosidades, é aqui que podem ser vistos o busto parcialmente dourado de Carlos Magno, assim como a Cruz de Lotar, que data de cerca do ano 1000 e que ainda hoje é apresentada aos fiéis, como objecto litúrgico, em ocasiões festivas especiais. 
Desde a Idade Média, a catedral ganhou cada vez mais importância como destino de peregrinações, devido aos objetos sagrados que abriga. Mas foram as coroações dos imperadores que colocaram Aachen no centro da política mundial repetidamente. Ali foram coroados mais de 30 imperadores alemães entre 936 e 1531 – num lugar que não poderia ser mais sagrado e, ao mesmo tempo, majestoso, e que torna inesquecível qualquer visita à antiga cidade imperial de Aachen. - in: http://www.germany.travel/pt/cidades-e-cultura/patrimonio-mundial-da-unesco/catedral-de-aachen.html