sábado, 19 de setembro de 2009

Unescos da Rússia

A semana não foi má no que diz respeito a postais unesco. Estes são os 3 que recebi da Rússia enviados pelas Polina "poncha".


"Kizhi é uma ilha russa situada no Lago Onega da divisão federal de República da Carélia.
O conjunto de três grandes construções eclesiásticas de madeira, antigas e com arquitetura peculiar, presente na ilha Kizhi, é Património da Humanidade. As construções (duas igrejas e uma torre-de-sino) estão numa área delimitada, ainda que o resto da ilha abrigue belas estruturas em madeira, que incluem moinhos, capelas, barcos, saunas, celeiros, depósitos de grãos e casas. É um dos mais populares destinos turísticos da Federação Russa.
A Igreja da Transfiguração, também conhecida como “Igreja de Verão”, é o ponto mais marcante do patrimómio de Kizhi. Esta construção de 1714 possui 22 domos em sua cobertura, e uma grande iconóstase, tela de madeira coberta com retratos religiosos, adornado em ouro. A torre da Igreja da Transfiguração possui cerca de 37 metros de altura, tornando-a uma das estruturas eclesiásticas mais altas no mundo." - in: wikipédia

Esta é a Igreja da Ascenção em Kolomenskoye, classificada como Património Mundial desde 1994. A igreja foi construída em 1532 para comemorar o aguardado nascimento de um herdeiro ao trono, o futuro Ivan "O Terrível".

O Cáucaso Ocidental é a região mais a oeste do Cáucaso, desde o Mar Negro até ao Monte Elbrus. Está incluida no Património da Humanidade desde1999. Para os especialistas da UNESCO esta era a única região da Europa que não teve um impacto significativo da actividade humana. A região, apesar de pequena, varia entre as terras baixas e cumes glaciares.

A área inclui a Reserva Nacional Natural da Biosfera do Cáucaso que pretende conservar algumas espécies de abetos, as árvores mais altas da Europa, e outras árvores. Cerca de um terço das espécies são de alta montanha e consideram-se endémicas. A zona também inclui o Parque Nacional de Sochi.

O Cáucaso Ocidental é o lugar originário do Bisonte do Cáucaso, e é também o lugar da sua reintrudução na natureza, uma vez que o último bisonte selvagem foi caçado em 1927, e apenas foi reintrudozido décadas depois.

Sem comentários: