sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Meteora - Grécia

Já não esperava receber este postal porque ficaram de mo enviar em Setembro. Como foi enviado da Macedónia, sabia que ia demorar mas afinal foi a Anja que teve uns problemas e demorou a enviá-lo.
Ela tagou-me numa tag de favoritos e apesar do postal não ser igual ao que eu queria, quis que o enviasse porque se trata de um local unesco novo na minha colecção.


"Meteora é o segundo maior complexo de mosteiros na Grécia. Fica próximo de Kalabáka, no centro-norte da Grécia.
Os mosteiros estão construídos no topo de espectaculares rochedos de arenito que ficam a nordeste da planície da Tessália, perto do rio Peneios e dos montes Pindo, na Grécia central. Em Metéora existem ainda seis mosteiros. O maior pico em que se localiza um mosteiro tem 549 metros. O menor, 305 metros.
Apesar de ser desconhecida a data de fundação de Meteora, crê-se que os primeiros eremitas se estabeleceram em cavernas no século XI. No final deste e início do século XII, formou-se um estado monástico rudimentar centrado à volta da Igreja de Theotakos (mão de Deus, que ainda hoje existe). Os monges eremitas, procurando um refúgio seguro à ocupação otomana, encontraram nos rochedos inacessíveis de Meteora um refúgio ideal. Foram construídos mais de 20 mosteiros, mas hoje em dia apenas existem 6; os seis mosteiros são: Megalos Meteoros (Grande Meteoro ou Mosteiro da Transfiguração), Varlaam, Agios Stephanos (Santo Estêvão), Haguia Triada (Santíssima Trindade), São Nicolau Anapausas e Roussanou.
O acesso aos mosteiros era feito por guindastes e apenas em 1920 foram construídas escadas de acesso. Dos seis mosteiros, cinco são masculinos e um é feminino.
Em 1988, este monumento com montes e vales revestidos com florestas que têm a presença de animais selvagens como o lobo e a víbora foi classificado Património Mundial pela Unesco." - in: wikipédia

Sem comentários: