segunda-feira, 29 de abril de 2013

Forte de Fujairah - EAU

Para além do Unesco da Arábia Saudita, o Claus enviou-me também um postal do forte de Fujairah nos EAU. Já há algum tempo tinha enviado um outro de lá e agora junto os dois neste post.

 © 2010 | photograph by Nicole Lüttecke
O forte de Fujairah Fort foi construído em 1670 mas foi severamente danificado por bobardeamentos britânicos no início do século XX.  Foi recentemente renovado e restaurado.

Book Corner L. L. C * Foto: MEPL
É considerado o forte mais antigo do país. Serviu como edifício defensivo e residência da família reinante. O forte é uma estrutura feita de tijolos de barro.

Sítio arqueológico de al-Hijr - Arábia Saudita

Este é apenas o meu 2º postal da Arábia Saudita e o meu 1º postal Unesco de lá. O Sítio arqueológico de al-Hijr foi inscrito na lista do Património Mundial da Humanidade em 2008.
O postal foi enviado pelo Claus.

7 © NAJADA Riyadh
O Sítio arqueológico de al-Hijr foi o 1º local da Arábia Saudita a ser inscrito na lista do Património Mundial.
Anteriormente conhecido como Hegra, é o maior local conservado da civilização dos Nabateus a sul de Petra.  Apresenta túmulos monumentais com fachadas decoradas que datam do 1º século a. C até ao 1º século d. C. O local contém cerca de 50 inscrições do período pré-nabateu e algumas gravuras em cavernas. 
 Al-Hijr bears é um testemunho único da civilização dos Nabateus. Com 111 túmulos, 94 das quais decoradas e poços de água, o local é um exemplo extraordinário dos feitos arquitectónicos e conhecimentos hidráulicos dos Nabateus.  

domingo, 28 de abril de 2013

Cidadela de Bam - Irão

A 1ª coisa que me vem à cabeça ao pensar em Bam é o terramoto de 2003. Este terrível terramoto fez milhares de mortes e destruiu 80% da cidadela. Para preservar o que restou, o local foi classificado como Património Mundial da Humanidade em 2004 e vários países estão envolvidos na sua reconstrução.
Este é o meu 4º local Unesco do Irão.

A Cidadela de Bam era a maior construção em adobe do mundo. Situa-se na província de Kermnán, no sudeste do Irão.
A enorme cidadela, situada na rota da seda, teve origem durante o período do Império Aquemênida (séculos VI a IV a. C.) ou ainda antes. O auge da cidadela foi atingido durante os séculos VII a XI, quando ali se produzia seda e roupa de algodão e por ali se cruzarem importantes rotas comerciais.

TR-129666

Este é um dos meus poucos oficiais turcos. Mostra o Palácio Dolmabahçe em Istambul. Foi construído em estilo Sekerci por ordem do sultão Abdülmecid I entre 1842 e 1853.

© KESKIN COLOR KARTPOSTALCILIK A. S.
TR-129666, enviado pela Aysu.
O palácio está situado à beira do mar e tem uma decoração interna  e arquitectura externa são deslumbrantes.
No final do século XIX, principalmente entre os anos 1844 – 1853, as influências da cultura ocidental tinham já presença no Império Otomano sendo que o Palacio de Dolmabahçe é um exemplo dessas mudanças culturais, combinando o estilo de vida do Oriente com a arquitectura Europeia. Embora a economia do Império estivesse em declinio durante a construção do palácio, não foram feitos nenhuns cortes. Pelo contrário, os materiais da mais alta qualidade foram utilizados e uma grande parte deles foram trazidos de países estrangeiros.
O palácio foi habitado oficialmente após a Guerra da Criméia (1856) pelo sultão Abdulmecit durante 15 anos e passou a ser a residência dos sultões em vez do Palacio de Topkapi. É composto de três níveis com 285 quartos e 43 salas. Três de seus lados são interiores e o quarto é junto ao mar.
Dentro do palácio, as impressionantes pinturas de artistas, que viveram naquela época, adornam as paredes ou até mesmo o tecto das salas. O piso em parquet é coberto com tapetes feitos de seda ou lã e o mobiliário colocado em cada quarto é diferente dos outros em cores e em decoração. Lustres de cristal, lareiras e raros objectos artesanais podem ser vistos por todo o palácio. O lustre que decora o salão, reina sob uma cúpula de 36 metros acima do solo e pesa cerca de 4,5 toneladas.
No palácio, existe uma secção para o Harém, onde pode-se ver o quarto do sultão, o apartamento das mulheres e os apartamentos da mãe do sultão. O quarto de banho usado pelo sultão é uma das salas mais impressionantes dos palácios devido aos seus moveis de luxo e do alabastro, o mármore usado para sua construção.
Kemal Ataturk, como o líder da República Turca, costumava residir no Palacio de Dolmabahçe durante suas visitas em Istambul, e este é o lugar onde morreu em 1938. É importante notar que todos os relógios do palácio foram parados no momento da sua morte, 9:05! - in: http://www.turismogrecia.info/guias/turquia/o-palacio-dolmabahce

Turquia

A Turquia é um dos países que está na minha lista de destinos a visitar. Um dia destes pode ser que sim!!

Hitit Color
E neste postal enviado pela Manuela, temos as seguintes imagens: o Minarete Yivli que é uma das atrações de Antália e o símbolo da cidade; um pescador em Balikçi; Bodrum; um moinho em Bodrum as formações rochosas em forma de chaminé na Capadócia.

sexta-feira, 26 de abril de 2013

Atenas & Mykonos

Numa das últimas trocas com a Manuela, enviou-me este dois postais gregos, um de Atenas e outro de Mykonos, o meu 1º de lá.

A Acrópole de Atenas foi construída entre 450 a 330 a.C. O sítio arqueológico possui quatro das mais importantes obras primas da arte grega clássica: O Parthenon, o Propileu, o Erecteion e o templo de Atena Nike.

 Summer Dream Edition - Photo by L. Hapsis
Tive de fazer alguma pesquisa para confirmar se este era ou não um postal da ilha de Mykonos, e de facto é.
Estas casas, junto ao mar, com belas varandas em madeira encontram-se num bairro chamado Mikri Venetia (Pequena Veneza). 
Este é um dos lugares mais bonitos e românticos em toda a ilha e um belo local para ver o pôr-do-sol.  

Favoritos da Bulgária

Aqui estão 2 belos postais enviados da Bulgária pela Lilia.

 UNICART
O Mosteiro de Glozhene situa-se a 17 km's da aldeia com o mesmo nome. 
Este mosteiro foi construído no início do século XVIII por monges que o dedicaram a São Jorge. Foi construído num rochedo com alguma altitude para o proteger das invasões otomanas.  
O mosteiro continua activo mosteiro masculino e é um monumento protegido por lei.  
 
 UNICART
Vidin é uma cidade portuária na margem sul do rio Danúbio, no noroeste da Bulgária. Existem 2 fortalezas na cidade, uma delas é esta que está no postal, Baba Vida.
A construção da fortalexa começou na segunda metade do século X e terminou durante o Segundo Império Búlgaro (fim do século XII– século XIV).
Esta fortaleza está associada a uma lenda, segund a qual, Vida era a filha mais velha de três filhas do rei búlgaro. As duas filhas mais novas, Kula e Gamza, casaram mas tinham casamentos infelizes. Ao ver como as suas irmãs eram infelizes, Vida rejeitou todos os pedidos de casamento que lhe foram feitos, construiu a fortaleza e aí ficou o resto da sua vida.  
A fortaleza teve um papel significativo durante o Governo Otomano da Bulgária, tendo sido utilizada como  paiol e prisão. Após o século XVIII não voltou a ser utilizada para fins defensivos.
Baba Vida foi aberta ao público em 1958 e em 1964 foi declarada um monumento de cultura com importância nacional.
Hoje em dia, Baba Vida é uma fortaleza-museu, onde estão guardados todos os achados e informação sobre a sua história.

quarta-feira, 24 de abril de 2013

CZ-278623 & PL-686869

Já tinha postado o oficial polaco na sexta passada mas decidi agora juntá-lo a este oficial checo porque ambos os postais são das Montanhas dos Gigantes. Estas montanhas estendem-se de noroeste a sudoeste e formam a Fronteira Polónia-República Checa. Vastas áreas dessas montanhas são preservadas como parque nacional dos dois países, o  Parque Nacional Karkonosze que se situa no sudoeste da Polónia e o  Krkonoše, no norte da Rep. Checa.  
O rio Elba nasce nesses montanhas. Nas Montanhas dos Gigantes há famosas estações de esqui cuja procura pelos turistas vem crescendo como alternativa de menores custos do que nos Alpes, em especial para os que residem nas proximidades.

Photo by Jiri Dvorak, Janusz Moniatowicz
CZ-278623, sent by "staple"
Tal como o Parque Karkonosze no lado polaco, o Krkonose faz parte da lista das Reservas da Biosfera da Unesco.
Este parque foi criado em Maio de 1963.

PL-686869, enviado pela Beata.
O Parque Karkonosze foi fundado mais cedo que o parque checo, 1959.
O edifício que se vê no meio da imagem é o Refúgio Samotnia, um hotel considerado a pérola dos refúgios de montanha construídos em madeira na  Baixa Silésia. 
O refúgio situa-se na margens de um lago a uma altitude de 1195 metros e foi construído ao estilo das cabanas de montanha. É o refúgio de montanha mais antigo na Polónia.  

domingo, 21 de abril de 2013

Castelo de Bezděz - Rep. Checa

Até à sua destruição durante a Guerra dos Trinta Anos, o castelo real de Bezděz foi um dos mais importantes castelos góticos da Rep. Checa. 
 
Photo by V. Fukal
O castelo foi construído no século XIII e teve um papel importante na história do país, para além de ser considerado o tipo de castelo mais sofisticado de sempre. 
O seu difícil acesso tornou qualquer tipo de restauro quase impossível. 
Situa-se no topo de uma colina a 604 metros acima do nível do mar. No alto da sua torre com 35 metros de altura, obtem-se uma bela vista das redondezas.

sexta-feira, 19 de abril de 2013

CZ-260915

Agora sim, um postal checo. Mostra a Igreja de S. Venceslau em Ovčáry que actualmente faz parte da localidade de Slaný.

Photo by Pavel Vychodil
CZ-260915, enviado pela Alena.
Slaný localiza-se na região da Boémia Central, a 25 kms noroeste de Praga.
Não sei exactamente quando foi construída esta igreja mas foi mencionada pela 1ª em documentos em 1465.

Castelo Gołuchów - Polónia

Mais um castelo polaco para a colecção e como não podia deixar de ser, foi enviado pelo Emerich.

Photo by Dariusz Krakowiak
Este castelo apresenta uma composição de várias cores, formas e espíritos. Foi construído em 1560 e segue as convenções do Renascimento Francês. 
Apesar do seu passado começar com Rafał Leszczynski, o castelo foi significativamente alterado no século XVII pelas mãos de Wacław Leszczynski.
No entanto o seu auge aconteceu entre 1872 e 1885 com Izabela Działynska, que o redecorou seguido o espírito dos castelos renascentistas franceses.
A decoração do castelo tornou-se a paixão da sua vida. Gołuchów recebeu muitas das suas colecções de várias exposições até então guardadas em Paris. Ao mesmo tempo, Izabela deu o seu melhor para transformar o castelo num paraíso na terra, destacando do seu carácter idílico.

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Gorzów Wielkopolski & Licheń

Ainda postais da Polónia. A Catedral de Stª Maria em Gorzów Wielkopolski e a Basílica de Nª Srª em Licheń.  

Photo by Dariusz Krakowiak
Gorzów Wielkopolski é uma cidade no oeste da Polónia.
Apesar do centro da cidade ter sido bastante destruído durante a Segunda Guerra Mundial, ainda existem algumas atracções notáveis que vale a pena visitar, como por exemplo a catedral gótica, construída no século XIII.
 
Photo by Dariusz Krakowiak
A Basílica de Nossa Senhora em Licheń é uma igreja Católica Romana situada na aldeia de Licheń Stary. Foi desenhada por Barbara Bielecka e construída entre 1994 e 2004. Os custos da construção foram suportados por doações de peregrinos.
Com uma nave de 120 metros de comprimento e 77 de largura, com a cúpula central de 98 metros de altura e a torre com 141.5, é a maior igreja da Polónia e uma das maiores no mundo.
É dedicada a Nossa Senhora das Dores, Rainha da Polónia, cujo ícone, datado do século XVIII, está exposto no altar principal da basílica. 
Este é um dos principais locais de peregrinação da Polónia.  
João Paulo II abençoou a basílica em 1999.

terça-feira, 16 de abril de 2013

Capelas dos Ossos

Se não gostam de coisas mórbidas e se são facilmente impressionáveis, o melhor é não lerem este post.
Apesar de já ter visitado a Capela dos Ossos há quase 4 anos, só o mês passado é que comprei um postal de lá. O outro postal é de uma capela similar na Polónia.

EDIG
A Capela dos Ossos é um dos mais conhecidos monumentos de Évora. Está situada na Igreja de São Francisco. Foi construída no século XVII por iniciativa de três monges que, dentro do espírito da altura (contra-reforma religiosa, de acordo com as normativas do Concílio de Trento), pretendeu transmitir a mensagem da transitoridade da vida, tal como se depreende do célebre aviso à entrada: "Nós ossos que aqui estamos pelos vossos esperamos". A capela, construída no local do primitivo dormitório fradesco é formada por 3 naves de 18,70m de comprimento e 11m de largura, entrando a luz por três pequenas frestas do lado esquerdo. As suas paredes e os oito pilares estão "decorados" com ossos e caveiras ligados por cimento pardo. As abóbadas são de tijolo rebocado a branco, pintadas com motivos alegóricos

© GRAFIX
A Capela das Caveiras situa-se em Kudowa-Zdrój, na Baixa Silésia, Polónia. Foi construída em 1776 pelo pároco Wacław Tomaszek.
Trata-se de uma vala comum de gente que morreu durante a Guerra dos Trinta Anos (1618-1648), nas Guerras da Silésia (1740-1763) e vítimas de epidemias de cólera e fome.
Ajudado por J. Schmidt y J. Langer, Tomaszek recolheu os ossos que encontrava e colocava-os dentro da capela. As paredes desta pequena capela barroco estão cobertas por mais de 3.000 crânios, e ossos de mais de 21.000 pessoas que estavam enterradas na cave.
Todos os ossos da capelas são autênticos e as caveiras que estão no altar são de quem construiu a capela. 
Este é um monumento único na Polónia e um dos três que existem na Europa.  

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Sandomierz & Kazimierz Dolny

 Mais dois postais da Polónia, ambos enviados pelo Emerich.

Photo by Dariuz Krakowiak
Sandomierz é uma localidade no sudeste da Polónia, conhecida pelo seu centro histórico, a principal atracção da cidade. Este edifício é a Câmara Municipal, construída no século XIV.
Actualmente o edifício alberga um museu, um salão para casamentos e a Assembleia Municipal.

Photo by Dariusz Krakowiak
Kazimierz Dolny é uma pequena cidade no centro da Polónia.
Esta é a Casa Celej também conhecida como Casa de S. Bartolomeu devido à estátua do santo que se encontra na fachada.
A casa foi provavelmente construída no século XVI e o seu dono era Bartlomiej Celej, um mercador rico e concelheiro municipal.
Foi aqui que depois de Segunda Guerra Mundial, foi planeada e preparada a reconstrução da cidade.
Em 1964 a casa tornou-se a sede do Museu regional, que em 1972 se tornou o Museu de Kazimierz Dolny e em 1987 foi-lhe dado o nome Museu Nadwislanskie.

PL-661916

Um belo postal polaco da bela cidade de Gdansk. Esta cidade deve ser mesmo linda e eu tenho mesmo que lá ir.

Photo by E. Meksiak
PL-661916, enviado pela Ania e pelo Janek.
Nesta vista de Gdańsk pode ver-se o centro histórico da cidade ao longo do rio Motława e a grua medieval, Żuraw.

sábado, 13 de abril de 2013

Locais Unesco da Roménia

Há mais de um ano que não recebia postais da Roméria mas a espera foi compensada com estes postais dos 2 últimos locais Unesco que me faltavam de lá, Fortalezas Dácias nos Montes Orastie e o Mosteiro Horezu. O 1º postal foi enviado pela Fabienne e o 2º pelo Manú.

Construídas nos séculos I a. C. e I d. C. as seis Fortalezas Dácias das Montanhas Orastie, mostram uma fusão pouco habitual das técnicas arquitectónicas militares e religiosas, e dos conceitos do mundo clássico e europeus do fim da Idade.
Estas fortalezas, núcleos do Reino Dácio, foram conquistadas pelos Romanos no século II D. C. As suas vastas e bem preservadas ruínas encontram-se num ambiente paisagístico único e dão-nos uma imagem desta vigorosa e inovadora civilização.
As seis fortalezas – Sarmizegetusa, Blidaru, Piatra Roşie, Costeşti, Căpâlna e Băniţa - que formavam o sistema defensivo de Decébalo foram declaradas pela UNESCO como Património da Humanidade em 1999.

Foto: C. P. C. S.
O Mosteiro de Horezu, de culto ortodoxo, foi construído entre os anos 1690 e 1693 pelo príncipe valaco Constantin Brâncoveanu na povoação de Horezu (Vâlcea, na Roménia). É considerado uma obra prima do "estilo Brâncovano".
Destaca pelo equilíbrio e pureza de suas linhas arquitectónicas, a riqueza dos detalhes esculpidos, o tratamento das composições religiosas e suas pinturas, tanto os retratos votivos como a profusa decoração.
No século XVIII foi fundada no local uma escola de pintores de murais e ícones que teve grande fama no sudeste europeu.
A biblioteca conserva destacadas edições do século XVI de autores clássicos. Em 1993 a UNESCO declarou-o Património da Humanidade. - in: wikipédia

quinta-feira, 11 de abril de 2013

Cárpatos Ucranianos

Já devo ter dito algumas vezes que adoro neve mas o que eu adoraria mesmo era um nevão assim. Este inverno até que nevou mais ou menos mas ainda assim, eu gostava que tivesse sido mais ou pelo menos que a neve não tivesse derretido tão rapidamente. Pode ser que o próximo inverno me faça a vontade.
Com tanta neve, este postal só podia estar nos meus favoritos. Foi enviado pela Marina e mostra uma cabana tradicional de madeira, na serra Gorgany, no ocidente da Ucrânia que faz parte dos Cárpatos ucranianos.

Lufa Photos
Os Cárpataos são uma cadeia de montanhas que formam um arco com aproximadamente 1,500 km de extensão ao longo da Europa Central e Europa de Leste.  São a 2ª mais longa cadeia de montanhas na Europa.
Os Cárpatos consistem numa cadeia de montanhas que se entendem em arco desde a República Checa (3%) no noroeste passando pela Eslováquia (17%), Polónia (10%), Hungria (4%) e Ucrânia (11%) para a Roménia (53%) a leste e pelas Portas de Ferro no rio Danúbio entre a Roménia e a Sérvia a sul.  
Esta cadeia de montanhas é habitualmente dividida em três grandes partes: os Cárpatos Ocidentais (República Checha, Polónia e Eslováquia), os Cárpatos Centrais (sudeste da Polónia, leste da Eslováquia, Ucrânia e Roménia), e Cárpatos de Leste (Roménia e Sérvia).

UA-450939, UA-484165 & UA-465690

E eis que agora chegam 3 oficiais da Ucrânia.

 UA-450939, enviado pela Elia.
Destes 3 postais, este é o meu favorito, a catedral é mesmo bonita.
Trata-se da Catedral de S. Vladimir em Lugansk, uma cidade no sudeste da Ucrânia. Foi construída em 1993 e consagrada em 2006. 
É um dos maiores edifícios religiosos nesta parte do país.
 
 UA-484165, enviado pela Liv.
Estes são vários templos religiosos espalhados por várias cidades da Ucrânia.
No sentido dos ponteiros do relógio temos: o Mosteiro Catedral Eletsky em Chernihiv; o Mosteiro das Cúpulas Douradas em Kiev; a fortaleza e uma igreja em Fiodesiya; O Mosteiro em Mhar; a igreja ortodoxa do Espírito Santo em Potelich; a Igreja da Santíssima Trindade no mosteiro de Mezhyrich; a Igreja de S. João Batista em Kerch; o Convento Carmelita em Berdychiv; o mosteiro de Korec; o mosteiro de Bakhchisaray; o mosteiro Molchansky em Putyvl; a Catedral de S. Jorge em Lviv e na imagem central o Mosteiro da Dormição em Pochaiv.

UA-465690, enviado pela Anastasia.
Este é o meu 2º postal de Sevastopol. Aqui temos alguns dos monumentos da cidade, incluindo o Monumento aos Navios Afundados. Este monumento foi erguido no 50º aniversário do Cerco de Sevastopol, quando alguns veleiros russos oram afundados para proteger a cidade.  

RU-1467882

Mais um postal com igrejas da Bielorrúsia, estas em Brest, mas enviado como oficial da Rússia.

RU-1467882, enviado pela Vika.
As igrejas são: a Igreja de S. Nicolau, a Catedral Ortodoxa de S. Simão e a Catedral de S. Nicolau.

quarta-feira, 10 de abril de 2013

Catedral da Stª Virgem Maria - Bielorrússia

Este é mais um postal resultante de uma troca através do site oficial do PC. A Kasia pediu-me um determinado postal, que por acaso eu já não tinha, mas trocámos na mesma e ela enviou-me esta catedral em Minsk.

Esta é uma catedral católica em Minsk, construída em 1710 como igreja de um mosteiro jesuíta. A igreja passou a catedral após os jeuítas terem sido banidos e a diocese de Minsk ter sido criada.
Em 1797 a catedral foi danificada devido a um incêndio mas foi completamente restaurada. 
Em 1920 os Soviéticos prenderam o bispo da altura e a catedral foi encerrada em 1934.
Durante a Segunda Guerra Mundial, os alemães permitiram que a catedral fosse aberta mas após a guerra os soviéticos voltaram a encerrá-la. Em 1951, as torres foram intencionalmente destruídas pela artilharia soviética e o edifício foi dado à sociedade de desportos Spartak.
Foi só no início dos anos 90 que os serviços religiosos voltaram a ser celebrados na catedral e em 1993 foi devolvida aos católicos.

Arco Geodésico de Struve - Rússia

Ontem recebi mais um destes complicados locais Unesco, um da Noruega, mas esse fica para depois. Este aqui é da Rússia e era o única local de lá que me faltava. Agora sim, tenho postais de todos os locais Unesco da Rússia!! Mais um país completo, este graças à Galina.
Na Rússia há dois pontos de triangualação e ambos na ilha de Hogland.

Hogland ou Gogland, é uma ilha no Golfo da Finlândia no Mar Báltico, localizada 180 km a oeste de São Petersburgo e 35 km afastada da costa da Finlândia.
Desde 1826, a colina Mäkiinpäällys tem dois pontos do Arco Geodésico de Struve.
O senhor que está no postal, Friedrich Georg Wilhelm Struve. (Hamburgo, 15 de abril de 1793 — São Petersburgo, 23 de novembro de 1864) foi o astrónomo alemão responsável pela criação destas triangulações geodésicas.

domingo, 7 de abril de 2013

Natureza russa

Estes dois postais também foram enviados pela Galina.

Photo by Igor Shpilenok
Não percebo nada de raposas mas esta parece-me ser uma raposa vermelha. Esta em particular, vive na Reserva Natural Kronotsky, que se tornou Património Mundial em 1996 ao fazer parte do local identificado como “Vulcões de Kamchatka”.
Esta é uma reserva natural onde se estudam as ciências naturais do remoto Extremo Oriente russo, na Península de Kamchatka Peninsula.
 
Não sei exactamente de onde é este postal mas a Galina identifica-o como sendo algures no norte da Rússia. Seja onde for, gostei imenso dele.

Museu da Arquitectura em Madeira em Malye Korely - Rússia

 Há alguns meses atrás a Galina pediu-me para trocar com ela e eu aceitei. Ela tinha imensos postais para trocar e havia um que eu realmente queria, o último Unesco que me faltava para terminar a Rússia.
Esse fica para mais tarde.
Para além desse Unesco, tinha estes que estavam nos meus favoritos. Gosto imenso de igrejas de madeira. Estas duas encontram-se no Museu  da Arquitectura em Madeira, na aldeia de Malye Korely, na região de Arkhangelsk, no norte da Rússia.  Este é um museu ao ar livre que apresenta estruturas em madeira, típicas da região de Arkhangelsk.

Este museu foi criado a 17 de Julho de 1964. O seu objectivo era salvar e preservar estas estruturas. Existem mais de 100 monumentos em madeira datados do século XVI ao XIX.  Muitos desses monumentos são casas, moinhos e também igrejas. Esta é a Igreja de S. Jorge, que inicialmente se encontrava na aldeia de Vershiny- Foi construída em 1672.

E neste 2º postal estão a Igreja da Ascensão, construída em 1669 e o seu campanário que é de 1854. Ambos foram transferidos da aldeia de Kushereka.

RU-1419382 & RU-1549813

Hoje é dia de mostrar postasis russos e alguns deles já foram recebidos há imenso tempo, como por exemplo este 1º oficial que recebi no início de Janeiro.


RU-1419382, enviado pela Lera.
Este é um postal de Kazan e esta é a Igreja da Natividade da Virgem Maria, construída entre 1726-1728 em estilo barroco russo.

RU-1549813, enviado pela Liliy.
Neste postal temos uma área comercial de Kaliningrado chamada de "Fish Village". Existem aqui vários cafés, restaurantes, bares, adegas, hotéis, museus, entre outros.  
O edifício mas emblemático desta zona é uma torre de vigia a que chamam "Farol". Do 3º piso da torre existe um “Coffee Lounge” de onde se tem uma bela vista do rio e da ilha de  Kant.
Também existe aqui uma galeria de arte.
A torre tem 31 metros e para chegar ao topo têm que se subir 133 degraus.  

sábado, 6 de abril de 2013

Mais oficiais da Finlândia

E aqui estão os outros 4 oficiais da Finlândia que tinha para mostrar. Todos mostram igrejas, algumas já as tinha, como é o caso do de Helsínquia.

 Photo by Kalevi Asplund
FI-1710722, enviado por Sansku.
Kittilä localiza-se no norte da Finlândia, a norte do Círculo Polar Ártico.
Esta igreja foi desenhada por C.L. Engel, o mesmo arquitecto que desenhou a catedral de Helsínquia. A sua construção terminou em  1831.
Durante a Guerra da Lapónia, foi o único edifício na localidade que não foi incendiado durante a retirada do exército alemão.
Photographed and Published by Janne harala Tmi, Lahti
 FI-1666941, enviado pela Silve.
No centro de Turku encontra-se esta igreja, a Igreja do Arcanjo Miguel, cuja construção terminou em  1905.

Photo by Kaarlo Valkonen
FI-1650793, sent by Eero.
Outras das atrações turísticas mais famosas de Helsínquia é a Igreja Temppeliaukio, desenhada pelos irmãos Timo e Tuomo Suomalainen. A sua construção durou apenas 1 ano, entre 1968-1969. 
Foi construída a partir de uma rocha maciça de granito, cujo interior foi extraído, para dar forma às paredes.