quinta-feira, 28 de abril de 2016

Dresden - Alemanha

Dresden também está na minha lista de cidades a visitar na Alemanha. Com tantas cidades alemãs na minha lista, devia pensar numa ida à Alemanha numas próximas férias. É uma hipótese. 
O 1º destes postais foi-me oferecido por um amigo, o segundo foi enviado pela Sandra e o 3º é um oficial que chegou a semana passada.

Nuremberga foi a segunda cidade alemã mais bombardeada durante a Segunda Guerra Mundial e Dresden foi a primeira. Antes da guerra é chamada de "Florença do Elba" e era considerada uma das cidades mais bonitas do mundo devido à sua arquitectura e museus. 

Nos últimos meses da II Guerra Mundial, bombardeiros aliados da Força Aérea Real Britânica e da Força Aérea do Exército dos Estados Unidos realizaram vários bombardeamentos na cidade de Dresden. Começando na noite de 13 de Fevereiro de 1945, mais de 1.200 bombardeiros fizeram descer sobre a cidade cerca de 4.000 toneladas de bombas de fragmentação e incendiárias  em quatro ataques sucessivos. Estima-se que 25.000 pessoas foram mortas nos bombardeamentos e nos incêndios que se seguiram. Mais de 75.000 habitações foram destruídas, juntamente com monumentos únicos da arquitectura barroca no centro histórico da cidade.

 Foto: F. Ihlow, H. Voigt, F. Exss, Verlag
Apesar da destruição causada pela guerra, a cidade conseguiu reerguer-se, restaurando e reconstruído muitos dos seus edifícios.
Os edifícios barrocos e renascentistas do centro histórico, juntamente com o vale do rio Elba, fizeram com que a cidade e o vale fossem classificados como Património Mundial da Humanidade. No entanto essa classificação foi retirada em 2009.

© Schöning GmbH & Co. KG
DE-5174131, enviado pela Manuela.
Durante 5 anos a cidade de Dresden e o Vale do Elba foram internacionalmente reconhecidos como lugares de importância cultural pelo Comité do Património Mundial. Depois de colocada na lista do Património Mundial em perigo em 2006, o estatuto de património mundial da cidade foi oficialmente retirado em 2009, devido à violação intencional da Convenção do Património Mundial da Unesco, após a construção de um ponte rodoviária sobre o vale, ainda dentro do centro histórico da cidade.
Este foi o 1º lugar Europeu a perder o título de Património Mundial e o 2º no mundo inteiro.

Sem comentários: