segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Oficiais de Taiwan

Há meses que não recebia postais de Taiwan mas há poucos dias chegaram chegaram estes 4. Para além de chegarem quase todos ao mesmo tempo, os últimos 3 têm ID's seguidos.

© www.jjp.com.tw
TW-1658461, enviado pela Victoria.
Este é o templo mais antigo e mais impressionante em Taiwan dedicado a Guandi (Guangong), um general da dinastia Han deificado como o Deus da Guerra e patrono dos guerreiros e aqueles que vivem segundo um código de honra.
Encontra-se na cidade de Tainan. A estrutura geral do templo foi criada em 1690, embora as obras de arte e muitos objectos de valor histórico tenham sido adicionados ao longo dos anos. As longas paredes cor-de-rosa deste templo têm sido sempre um dos seus destaques. Outros detalhes interessantes incluem os bancos para mendigos perto da porta de entrada para que pudessem pedir esmolas aos visitantes.

 Published by Rainbowarts
TW-1684607, enviado pelo Jack
Este bonito portão em Hualien é a entrada para uma autoestrada que cruza a ilha de Taiwan. Logo depois de se passar o arco, encontra-se a Garganta de Taroko, no Parque Nacional de Taroko. 
Photography by Chen Ping-Yuan
TW-1684608, enviado pela Gina
O postal anterior mostrava um portão que leva ao Parque Nacional de Taroko e este é um postal desse mesmo parque. 
Este é um dos 9 parques nacionais de Taiwan. 

Photography: kovis.idv.tw/wp
TW-1684609, enviado pelo Howard.
E para terminar este post dedicado a Taiwan, tenho um belo nascer do sol do estuário do rio Hualien. 
Este estuário é um dos locais mais importantes na costa leste de Taiwan para as aves migratórias. 
É neste local que o rio Hualien e o Oceano Pacífico se encontram. 

domingo, 30 de agosto de 2015

Tangya Tusi - China

Quanto a este postal não há dúvidas, é mesmo de um local UNESCO, como aliás se pode confirmar pelo símbolo no canto superior esquerdo. 
A cidade Tangya Tusi é um dos três Sítios Tusi situados em áreas montanhosas do sudeste da China, classificados este ano pela UNESCO como Património Mundial. 
Os três dão testemunho do singular sistema de dinastias locais que governou as minorias étnicas nesta região da China até ao início do século XX. Os Tusis eram os chefes locais apontados pelo governo imperial. Os sítios de Laosicheng, Tangya e a fortaleza de Hailongtun que compõem o conjunto classificado dão testemunho excecional desta forma de governo, que tem bases nos períodos Yuan e Ming. - in: wikipédia

A cidade de Tangya Tusi, na província de Hubei.
Esta cidade era ainda maior que a Cidade Proibida em Pequim. O sistema de dinastia local perdurou durante 460 anos em Tangya. 

Yangzhou - China

Recebi este postal através de uma tag e era suposto ser do Grande Canal ou pelo menos relacionado com ele, de modo a que pudesse tirá-lo da minha lista de faltas Unesco. Apesar de Yangzou ser uma das cidade por onde passa o canal, não tenho a certeza que este lago também esteja incluído na lista de monumentos e locais classificados. Fica a dúvida. 

Yangzhou é uma das cidades mais turísticas da China. Combina uma história de mais de dois mil anos, paisagens deslumbrantes e arquitectura da mais simples à mais fascinante. 
Uma das atracções da cidade é este lago.

Este é um lago artificial onde coexistem belas paisagens e pontos históricos.
A sua envolvência é um belo exemplo de um jardim tradicional chinês à beira do lago. Caminhando ao longo do lago, podem ver-se vários estilos de arquitectura. Algumas construções situam-se ao longo da margem do lago, enquanto que outras estão realmente construídas sobre o lago. 

RU-3928000

Apesar deste postal ter vindo da Rússia, na verdade ele é do Quirguistão!! Esta paisagem lindíssima tem como pano de fundo o Pico Karakol que faz parte da cordilheira Tien Shan. 

Photo by Daniil Korzhonov
RU-3928000, enviado pela Anna.
A cordilheira Tien Shan situa-se na Ásia Central, na região fronteiriça entre o Quirguistão, o Cazaquistão, o Uzbequistão e a China. 
Tien Shan é uma das cordilheiras mais altas do mundo. Esta área montanhosa, grande parte dela localizada no Quirguistão, é uma das áreas mais inacessíveis do mundo e por isso a  menos visitada do mundo. Apesar disso oferece paisagens magníficas, cenários rurais típicos, excelentes trilhos e hospitalidade genuína. 

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Postais russos do Damien

Foi em Junho, penso eu, que o Damien foi até à Rússia. Enviou-me um postal de São Petersburgo e 3 semanas depois como o postal não chegava, enviou-me outro de Veliky Novgorod já da França. Curiosamente chegaram os dois no mesmo dia. 

O mundialmente famoso Teatro Mariinsky em São Petersburgo, era conhecido durante o período soviético como Teatro de Ópera e Ballet Kirov. Voltou a chamar-se Mariinsky em 1992. O  edifício actual data de 1859.
Tornou-se o teatro russo mais proeminente na área musical durante o século XIX, palco da estreia de muitas obras-primas de Tchaikovsky, Mussorgsky, e Rimsky-Korsakov.

O Kremlin de Novgorod  ou Detinets, como era chamado antigamente, é o mais antigo dos Kremlins da Rússia (foi mencionado pela primeira vez numa crónica de 1044). Foi fundado pelo Príncipe Yaroslav.
O Kremlin era o centro administrativo, social e religioso de Novgorod. 
Foi a partir deste local que as tropas de Alexander Nevsky marcharam para a batalha com os suecos no século XIII. 
Dentro das suas muralhas encontram-se a Catedral de Santa Sofia e a residência do arcebispo de Novgorod. 
Hoje em dia o Kremlin de Novgorod é o centro cultural e turístico da cidade. Neste lugar encontram-se escolas de arte e de música, a filarmónica, a biblioteca, etc. 

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

RU-3774981 & RU-3775098

A semana não podia ter começado melhor. Hoje chegaram 9 postais, há muito tempo que não recebia tantos postais num só dia. Amanhã quantos serão?
Entretanto aqui ficam dois oficiais da Rússia. 

RU-3774981, enviado pela Nadya.
A igreja de Neuhausen, na província de Kaliningrado, foi construída no final do século XIV e re-construída em estilo gótico com uma torre alta no leste, no século XVI. O Mestre Isaac de Riga fez o altar, um confessionário e uma pia baptismal em 1689-1701. Durante as batalhas de 1945, a igreja foi ligeiramente danificada, tendo mais tarde sido renovada como um clube comunitário. Depois do Centro de Cultura ter sido construído em Guryevsk, a igreja foi parcialmente esvaziada e alguns edifícios adicionais foram utilizados como uma loja.
Em 1988 a igreja foi abandonada e começou a sua decadência. Em 1991 o edifício foi transferido para a comunidade Nova Apostólica, foi restaurada e em 1993 voltaram a ser realizados os serviços religiosos.

RU-3775098, enviado pela Tanya.
Considerada a mais bela da cidade, a Igreja de Elias, o Profeta é o orgulho e a alegria de Yaroslavl e a sua principal atracção turística. Foi construída entre 1647 - 1650 no local de duas igrejas, a da Intercessão e a de Elias. É um dos monumentos mais completos e mais bem preservados de Yaroslavl e uma verdadeira obra da arte antiga russa.

domingo, 23 de agosto de 2015

Kamchatka - Rússia

Todos estes postais vieram da Rússia e são todas da península de Kamchatka, conhecida especialmente pelos seus vulcões. 

RU-3774984, enviado pela Sasha.
A península de Kamchtka é uma das regiões vulcânicas mais excepcionais do planeta devido à grande concentração e variedade de vulcões em actividade, assim como a diversidade de fenómenos geológicos associados. 

RU-3639949, enviado pela Katya.
A Katya diz que esta é a sua vista de sonho. Tendo em conta que 30 dos 160 vulcões da Península de Kamchatka estão activos, talvez não seja uma boa ideia ter uma vista assim. 
A península e os seus vucões foram inscritos como Património Mundial da UNESCO em 1996.

RU-3150747, enviado pela Julia.
O Kamen é um estratovulcão que se situa no sul da península de Kamchatka. É o segundo maior vulcão da península. 

Castelo de Bran - Roménia

Em Maio a Paula, a Tjitske, a Valérie, a Astrid e o Dimitris fizeram uma viagem pela Roménia e a julgar pelas fotos, visitaram lugares fantásticos, incluindo o famoso Castelo de Bran. A Paula e a Tjitske enviaram-me postais de lá e a eles junto um terceiro postal, enviado em 2011 pela Oana. 

© Age Gallery Card Collection 2014
Erguido sobre um penhasco no século XIV em estilo gótico, o Castelo de Bran foi a residência escolhida para Drácula, o vampiro de caninos salientes, sedento de sangue, personagem do livro de ficção com o mesmo nome, publicado em 1897 por Bram Stoker. Contudo, o escritor irlandês nunca esteve no local.

© Age Gallery Card Collection 2014

O castelo serviu de morada a saxões, húngaros e cavaleiros teutónicos e especula-se que também ao príncipe Vlad, no século XV. A partir de 1920 ficou nas mãos da família real romena mas, com a chegada ao poder do regime comunista, a propriedade foi-lhe retirada, em 1948, e em 1956 acabou por ser transformada em museu.
Com a queda do regime de Nicolae Ceausescu, em 1989, o castelo, cuja manutenção foi negligenciada durante os anos que se seguiram, foi recuperado e reaberto como espaço museológico. Em 2009, o castelo passou definitivamente para os últimos herdeiros da casa real romena, os arquiduques Dominic, Maria Magdalena e Elisabeth. - in: http://www.publico.pt/mundo/noticia/o-castelo-de-dracula-esta-a-venda-1637046


Actualmente, o castelo alberga um museu aberto ao público, exibindo peças de arte e mobiliário coleccionados pela Rainha Maria. Os turistas podem ver o interior em visitas livres ou guiadas. Ao fundo da colina situa-se um pequeno parque museu ao ar livre, o qual exibe estruturas camponesas tradicionais da Roménia, como cabanas e celeiros, representando todo o país. - in: wikipédia

domingo, 16 de agosto de 2015

Zagreb - Croácia

Eu preciso mesmo de férias 2 vezes por ano durante 6 meses, é que de outra maneira não consigo ir a todos os lugares onde quer ir e onde quero voltar. Zagreb está na categoria dos locais a onde voltar, até porque ainda tenho kunas para gastar. A Ana e a Agata foram lá para assistir a um festival de música em Junho enviaram-me este postal. 

Neste postalinho da capital croata temos a Igreja de Stª Catarina; o Parque Nikola Šubić Zrinski, popularmente conhecido apenas como Zrinjevac; o Parque Maksimir;  a Kamenita vrata, Porta de Pedra; a Igreja de S. Marcos; o Teatro Nacional da Croácia; a Praça do Rei Tomislav e a Praça Ban Jelačić. 

Forte Kluže - Eslovénia

O Forte Kluže fica no topo de um desfiladeiro perto da cidade de Bovec no noroeste da Eslovénia.
Foi erguido como um posto de controlo junto ao rio Koritnica.
O cartão foi enviado pela "karmi".

Foto © J. Skok, M. Simic
Não é conhecida a data de origem da fortaleza que aqui existiu anteriormente, mas no século XV já lá se encontrava um edifício de madeira para defesa dos ataques dos turcos. 
No ano de 1509 os austríacos construíram novas paredes e foi renovada e ampliada após o terramoto de 1511.
Em 1797 o exército francês incendiou e destruiu a fortaleza medieval.
O actual forte foi construído nos anos 1881-1882.
Após a Segunda Guerra Mundial, o forte perdeu a sua importância estratégica e foi abandonado, até que em 1987 começaram os trabalhos de renovação. 
No seu interior há um pequeno posto de turismo, uma apresentação da história do forte e seus arredores, uma galeria de pintura local e um salão do casamentos.

Castelo de Predjama - Eslovénia

Quando for a Eslovénia tenho de ir visitar este castelo, deve ser uma maravilha para tirar fotos!! Tal como os postais anteriores, estes também foram enviados pela "Karmi" e pelo "lionheart2010". 

Foto: © Arne Hodalic
Este castelo tem 700 anos de história e situa-se numa penhasco a 123 metros de altura, no sudoeste da Eslovénia. Poderoso, poderoso, desafiante e inexpugnável - o esconderijo perfeito para o corajoso, obstinado e rebelde cavaleiro Erazem de Predjama, o "barão ladrão", que é personagem de uma lenda local. Esta lenda é recordada hoje pelo Túnel do Erazem, ao longo do qual os visitantes mais corajosos ainda podem subir até ao castelo.

O seu interior e o mobiliário dão ao visitante uma ideia de como as pessoas viviam e trabalhavam no castelo - e quão bem o castelo foi preservado. Os objectos em exibição incluem armas, pinturas a óleo e uma Pietà de 1420. 
A partir  do castelo há uma passagem que leva a um miradouro sobre o penhasco que oferece uma vista maravilhosa sobre a paisagem circundante.

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Castelo de Liubliana - Eslovénia

Quero tanto voltar a Liubliana e visitar a cidade como deve ser. Não está na lista para breve mas hei-de lá voltar. 
Uma das atracções a visitar será certamente o castelo da cidade que aqui se pode ver neste postais enviados pela "karmi" e pelo "lionheart2010". 

Foto: © Marko Pintaric
O castelo localiza-se numa colina sobranceira ao centro da cidade. Foi mencionado pela 1ª vez em 1144 como residência dos Duques de Carinthia, tendo sido também residência dos monarcas de Habsburgo, serviu como prisão, reduto militar e até 1960 alguns habitantes da cidade viveram lá. 

Actualmente é uma atracção turística mais conhecidas da cidade e um dos locais mais procurados pelos casais de Liubliana para a realização de casamentos. 
Quem quiser ir visitá-lo e não quiser caminhar muito, pode apanhar o funicular para chegar ao topo da colina. 

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Igrejas de madeira na Polónia

Eu gosto de igrejas, com excepção das igrejas modernas, gosto de quase todas, mas igrejas de madeira, nos países de leste e no norte da Europa, são qualquer coisa de fantástico. Adoro!! Estas duas da Polónia são dois belos exemplos. Os postais foram ambos enviados pela Natalia "shena". 

 fot. © A. Szczerbicki
Esta igreja de madeira greco-católica de S. Demétrio em Piatkowa foi construída em 1732 e é considerada uma das mais valiosas igrejas de madeira da região e um exemplo perfeito da arquitectura barroca em igrejas. 
Hoje em dia a igreja não está em funcionamento.

A igreja greco-católica da Proteção da Mãe de Deus em Owczary foi construída em 1653. A igreja foi renovada várias vezes, e passou por uma reforma completa em 1980. 
O interior é coberto por decoração policromada de 1938. Existem também um iconóstase barroco do século XVIII com um  ícone raro de Cristo no túmulo, dois altares laterais barrocos - a norte um com um ícone da Vigem com o Menino, do século XIX, e um sul com um ícone de São Nicolau, século XVIII.

sábado, 8 de agosto de 2015

PL-1088172

Tenho de voltar a Cracóvia, deixei tanto por ver. 

© Fine Cards * Fot. Tadeusz Cukier
PL-1088172, enviado pela Agnieszka.
Cracóvia é a 2ª maior cidade da Polónia e uma das mais antigas do país.
Quando a UNESCO criou a lista do Património Mundial em 1078, o Centro Histórico de Cracóvia foi um dos primeiros locais a ser inscrito. 
É citada como uma das cidades mais bonitas da Europa. O seu património cultural atravessa as épocas da arquitectura  Gótica, Renascentista e Barrocas e inclui monumentos como a Catedral de Wawel, o Castelo Real, a Catedral de Stª Maria e a Rynek Główny, uma das maiores praça do mercado na Europa.  

BY-1667735 & BY-1667744

Como já disse em outras ocasiões, não sou propriamente fã de pinturas ou gravuras mas estes dois postais até que são giros, especialmente o mapa. 

BY-1667735, enviado pela Olga.
No mapa podem ver-se alguns dos monumentos mais interessantes da Bielorrússia: a Igreja de Stª Bárbara em Viciebsk; o edifício da Câmara Municipal de Mahiliou; o palácio e o parque de Homiel; o Castelo de Kosava; o Castelo de Mir e o Complexo dos Radzivils em Niasviz. 

BY-1667744, enviado pela Sophie.
E aqui está a Igreja dos Santos Simão e Helena em Minsk.