quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Cidades espanholas

Há uns meses voltei a fazer mais uma troca com o Luís e estes são 3 dos 6 postais que ele me enviou. Neste caso são postais de 3 comunidades diferentes, Cantábria, Catalunha e Andaluzia. 

 © Fisa - Escudo de Oro, S. A. 
Este é o edifício da Câmara Municipal de Castro Urdiales. Esta é uma cidade costeira, situada na Baía da Biscaia. 
O edifício foi construído no século XVI em estilo neoclássico. 

 Postales Internacional Color
Pals é uma vila medieval na Catalunha. 
centro histórico da vila encontra-se uma torre românica medieval, construída entre os séculos XI e XIII, conhecida como a Torre de les Hores (torre das horas).
O bairro gótico da cidade foi substancialmente restaurado e ruas empedradas, arcos, fachadas com janelas em arco e varandas de pedra.

El Olivo Editora y Distribuidora * Foto: J. Marc Linares
Este é o meu 2º postal de Jaén. O 1º mostrava a catedral, este mostra parte do castelo de Stª Catalina. 
No local onde está o castelo, já existiram outras 3 fortalezas. 
O origem do castelo data do século VIII quando era uma fortaleza árabe, no entanto a construção actual é cristã, iniciada após a conquista da cidade por Fernando III de Castela em 1246. 
O tem ligação com a cidade de Jaén através de uma passagem.
Actualmente este castelo é um Parador Nacional. 

Estava a assar sardinhas....

A Vitória também quis contribuir para a minha colecção de velhotes. E com mais este postal, resolvi finalmente actualizar o meu álbum relativo a esta colecção; ainda não tenho muitos postais, mas pouco a pouco os velhotes vão aumentando. 

Foto: Hector Christiaen © 2008 - Edições 19 de Abril: 58 *   
E o que é que eu posso dizer sobre este postal?? Não muita coisa, apenas que se trata de um senhor a assar sardinhas algures em Lisboa.

Douro

Margarida enviou-me este postal do Douro em Agosto, as vindimas foram feitas em Setembro e só agora, no fim de Outubro é que eu o coloco aqui! 
Este postal é um belo exemplo da beleza desta região. 

www.touaqui.pt
 “Não se vê por que maneira, este solo é capaz de dar pão e vinho. Mas dá. Nas margens de um rio de oiro, crucificado entre o calor do céu que de cima o bebe e a sede do leito que de baixo o seca, erguem-se os muros do milagre. Em íngremes socalcos, varadins que nenhum palácio aveza, crescem as cepas como os manjericos às janelas. No Setembro, os homens deixam as eiras da Terra-fria e descem, em rogas, a escadaria do lagar de xisto. Cantam, dançam e trabalham. Depois sobem. E daí a pouco há sol engarrafado a embebedar os quatro cantos do mundo.” - (Miguel Torga, in Portugal)

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Moinho de Ribamar

Se o Zé não está em Massamá, está seguramente em Ribamar, onde tem casa e onde passa bastante tempo. Foi de lá que enviou este postal há alguns dias. 

© Grafipost - Editores & Artes Gráficas Lda
Não descobri grande coisa sobre este moinho, apenas que se situa na freguesia de Santo Isidoro. 

Cacela Velha

A queridíssima Ninocas passou pelo Algarve e enviou-me este belo posta de lá, o meu 1º  postal desta localidade pertencente ao concelho de Vila Real de Stº António. 

 Foto © Art & Concept: Gustav A. Wittich | © Edição Vistal
A actual Igreja Matriz de Cacela-Velha foi edificada em 1518 sobre as ruínas da primitiva construção medieval, dos fins do século XIII, da qual conserva uma pequena porta lateral ogival, virada a norte. Fortemente danificada pelo terramoto de 1755, foi reconstruída em 1795.
A igreja ocupa uma posição invejável, desfrutando-se do seu adro um amplo panorama sobre a ria Formosa a seus pés e estendendo-se a perder de vista para poente. - in: wikipédia

domingo, 27 de outubro de 2013

As férias da Vitória

A Vitória esteve de férias o mês passado e estes postais são quase um diário das suas viagens, desde os Açores, passando por Castelo de Vide e ainda uma visita a Cáceres em Espanha. 

© Fotografia: J. A. R / Publiçor
O 1º destino da Vitória e do marido foi a ilha de Santa Maria dos Açores, de onde enviou este postal da Igreja de Nossa Senhora da Purificação, na freguesia do Santo Espírito. É um templo barroco que data do século XVI. 

© www.veracor.pt
 No regresso de Santa Maria para o continente fizeram escala em São Miguel, e claro, a Vitória aproveitou para comprar e enviar postais. Para além do postal ser muito bonito, com a Lagoa das Sete Cidades e vaquinhas, tinha de ser bonito, o selo é especial, ou melhor, muito especial. O casalinho é a Vitória e o marido Vítor e a foto foi tirada durante a lua de mel deles em 2009, lá em São Miguel, e tal como no postal, na Lagoa das Sete Cidades. 

© Fotógrafo: Modesto Galán
Para terminar as férias foram até Espanha visitar Cáceres, uma cidade que está na minha lista. Para além da Torre das Cegonhas, da qual já tenho um postal, o postal mostra também a Igreja de São Mateus. A igreja foi construída sobre as ruínas de uma mesquita árabe no século XVI. Foi remodelada por diversas vezes, sendo a última no século XX. É do estilo gótico tardio espanhol, o Plateresco. - in: wikipédia

sábado, 26 de outubro de 2013

Velhotes

Dois dos meninos do forum, o Tiago e o Eduardo, fizeram-me uma surpresa e enviaram-me estes postais super fofos para a minha colecção de velhotes. Gostei muito deles! 

 Edição: Foto Quatro, LDA ® * Foto: Jorge Corte Real ©
Não conhecia de todo este postal. A velhota tem um ar tão querido. Foi de facto uma bela surpresa, obrigada Tiago!

© Edições 19 de Abril: 36 * Foto: Kärsti Stiege    
O Eduardo enviou este senhor da Serra do Caldeirão, no Algarve. Foto tirada em 1990!!

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

CA-362837

Esta semana voltei a receber postais apenas uma vez. Hoje há desculpa por causa da greve mas e nos outros dias? Alguma coisa se passa e para a semana vou perguntar nos correios. 

Neste postal, que não chegou esta semana, está o farol do Cabo da Esperança, localizado na península de Avalon perto de St. John's (Terra Nova), é o ponto mais oriental do Canadá e o mais oriental da América do Norte. Foram os navegadores Portugueses que chamaram ao local "Cabo da Esperança", dado origem aos nomes "Cap d'Espoir" em francês e "Cape Spear" em inglês. - in: wikipédia

Produced & Distributed By M & B Postcards 
CA-362837, enviado pela Karen.
O farol do Cabo da Esperança é o mais antigo na província e um símbolo da história marítima da Terra Nova e Labrador. 
Originalmente construído em 1836, o farol representa a arquitectura típica dos faróis daquela época. A estrutura consiste numa torre de pedra rodeada pela casa do faroleiro.  Em 1955 foi construída uma nova torre.
O lado humano do Cabo da Esperança conta a história da família Cantwell. Durante mais de 150 anos, várias gerações desta família residiram no cabo e trabalharam incansavelmente para manter acesso este farol, tão importante para os navegantes
Este local está classificado como um Local Histórico Nacional do Canadá. 
O edifício original do farol e a residência do faroleiro foram restaurados tal como eram em 1839 e estão abertos ao público

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Oficiais dos EUA

Sabiam que foi um português (embora ao serviço de Espanha) que descobriu a Baía de San Diego e cartografou a costa da Califórnia?? Eu não sabia mas fiquei a saber graças a um destes postais. 

Photo © Courtney Thompson
US-2367047, enviado pela Liz.
O farol da Ilha da Águia, situa-se na Baía de Penobscot. Foi inicialmente construído em 1838 mas teve que ser demolido por causa de defeitos físicos. Foi reconstruído em 1858 e operado por várias famílias ao longo do século seguinte. Em 1959, a luz foi automatizada e cinco anos mais tarde, apesar dos protestos locais, a casa do faroleiro foi demolida e o sino foi removido. A tripulação que removeu o sino perdeu o controle do mesmo, e caiu na baía. Um apanhador de lagostas resgatou  o sino alguns anos mais tarde, e está em exposição na ilha Great Spruce Head.
Hoje em dia o farol é gerido por uma organização sem fins lucrativos. 
Tal como acontece com outros faróis no Maio, o crescimento das árvores em volta do farol coloca o seu futuro em risco.

  Photo by © Abigail 
US-2413262, enviado pela Marylou e pelo Greg.
O antigo farol da Ponta Loma em San Diego foi erigido em Novembro de 1855. Funcionou apenas durante 36 anos enquanto farol na entrada da Baía de San Diego. 422 Metros acima do nível do mar, o local inicialmente parecia ser bom para os navios que entrassem na área. Foi logo reconhecido, no entanto, que a luz era muitas vezes escondida por nuvens baixas e nevoeiro denso. O local foi abandonado logo em seguida para uma nova localização mais perto da água e na ponta da Península (1891). 
Este nntigo farol é a peça central do Monumento Nacional a Cabrillo, que homenageia o explorador português, João Rodrigues Cabrillo, que primeiro descobriu a Baía de San Diego e cartografou a costa da Califórnia.

 US-2411727, enviado pela Tilly.
A Montanha Superstição está localizada imediatamente a leste da área metropolitana de Phoenix, no Arizona. Apesar da sua origem precisa ser debatida por geólogos, muitos acreditam que a montanha foi formada a partir de actividade vulcânica 25 milhões de anos atrás
Composta por cinzas e basalto, a montanha  foi sendo corroída pelos elementos que lhe deram a forma original que tem hoje e que a tornaram um popular destino turístico na região.

Photo by Maureen Moore
US-2364527, sent by Maureen.
Foi a Maureen quem fotografou esta águia americana em Cornwall, no estado de Nova Iorque. 
Esta é uma águia nativa da América do Norte e o símbolo nacional dos EUA. É ao mesmo tempo a ave e o animal nacional do país.
A águia aparece em selos mais oficiais do governo dos EUA, incluindo o selo do Presidente dos Estados Unidos, da Bandeira Presidencial e em muitos símbolos de agências federais dos Estados Unidos.

EC-1702

Há dias tive uma bela surpresa na caixa do correio, nada mais, nada menos que o meu 1º postal oficial do Equador. Tenho outros 4 postais deste país mas este é o 1º a ser enviado de lá. 

Em 2011 a capital do Equador, Quito, elegeu as suas 7 Maravilhas e a grande vencedora foi a Estação de Chimbacalle. Eram 36 candidatos e a estação ficou em 1º lugar. 

EC-1702, enviado pela Paola.
O primeiro comboio equatoriano, construído pelo General Eloy Alfaro, chegou a Quito em 25 de Junho de 1908 e assim realizou o sonho, há muito desejado, de unir o porto da cidade de Guayaquil na costa do Pacífico com a capital na Cordilheira dos Andes.
A maioria das secções da rede ferroviária equatoriana permaneceram abandonadas durante décadas, mas esta estação tornou-se uma das mais importantes atracções turísticas em Quito e desde 2011, foi também o ponto de partida de quatro rotas turísticas para interior do país. Isso faz com que esta estação seja o ponto de partida para os turistas que desejam conhecer o país e escolhem Quito como base. 
A estação foi totalmente restaurada sem modificar a arquitectura original e o estilo colonial foi totalmente preservado. 
A entrada principal ainda preserva as cerâmicas coloridas da época

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Alter do Chão - Brasil

Não, não me enganei, este Alter do Chão é mesmo no Brasil, no entanto o nome deste local tem influência portuguesa por causa do período em que Alter do Chão servia de entreposto para embarcações, e devido também a existência de um município em Portugal com o nome Alter do Chão. 
O postal foi enviado pela Luzia que passou recentemente umas férias na Amazónia. 

Foto: Ary Mendonça
Localizada nas margens do Rio Tapajós, um dos afluentes do Rio Amazonas, encontra-se Alter do Chão. Alter do Chão está localizada a 30 km da cidade de Santarém, no Pará, região norte do Brasil. Alter do Chão é considerado um importante balneário da região e ponto em que os cruzeiros estrangeiros geralmente fazem uma de suas paragens.
O período de maior procura dos turistas para visitar Alter do Chão acontece nos meses de Agosto a Dezembro  quando ocorre a vazante dos rios do Pará. O nível da água baixa e então surgem as fantásticas praias de águas doces com areias brancas e macias. Devido a esse fenómeno  muitos chamam Alter do Chão de o "Caribe" brasileiro ou paraíso perdido.
Nessa época, vários bares são montados em Alter do Chão sobre uma grande faixa de areia que surge em meio ao rio, para servir aos turistas que tem acesso a ela por meio de pequenas canoas, conhecidas na região de Alter do Chão como Catraias. - in: http://www.intravel.com.br/controle.asp?acao=roteiro&acesso=menu&cat=6&subcat=26&roteiro=692

terça-feira, 22 de outubro de 2013

Stº António do Pinhal - Brasil

Já foi há uns meses que a Luzia me enviou este postal de Santo António do Pinhal, uma cidadezinha no estado de São Paulo. 

Fotógrafo: Edson Amaral
A Igreja Matriz de Santo António de Pádua, foi construída em 1811 e é uma referência para a cidade de Santo António do Pinhal. Além de ser um dos pontos mais conhecidos da cidade, a igreja também organiza eventos e festas religiosas durante o ano todo. Entre as festas organizadas pela paróquia está a festa do padroeiro de Santo António do Pinhal, realizada em Junho.

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

ZA-32500

Este é apenas o meu 3º oficial da África do Sul e penso que só ainda enviei um para lá. 

ZA-32500, enviado pela Wilna
O leão branco é uma das 14 espécies de vida selvagem que se podem encontrar no Olivia Game Lodge, a 35 kms de Bloemfontein. 

NZ-89985

A semana começou e começou mal, mais uma vez a caixinha ficou em branco!! Que chatice.... Espero que amanhã haja qualquer coisa para mim. 

© Scenix Marketing, Auckland 
NZ-89985, enviado pela Lois.
Este é o Museu Memorial da Guerra de Auckland, um dos mais importantes museus e memoriais de guerra da Nova Zelândia. 
O museu neoclassicista é também um dos símbolos mais icónicos  de Auckland. Foi construído sobre um vulcão adormecido no Auckland Domain, um grande parque público próximo do centro financeiro da cidade.
O museu apresenta colecções de artefactos maoris e das ilhas do Pacífico. O museu tem também colecções sobre fotografia, com cerca de 1.2 milhões de imagens, sobre história natural, biologia, entomologia, geologia e biologia marinha, incluindo eventualmente muitos espécimens da Nova Zelândia. 
Tem também uma grande colecção permanente sobre as guerras na Nova Zelândia. Partes do museu, como o cenotáfio e os campos que o rodeiam, são um memorial de guerra. Há também dois "Salões da Memória" dentro do museu. - in: wikipédia

MY-169142

Um postal de um outro parque mas este é nacional, está classificado como Património Mundial e fica na Malásia. 

Photo credits: Sarah Waugh, Jan Castley, J Satem, B Wan Ullok © Perkata 
MY-169142, enviado pelo Nurul.
Nas imagens temos um rio, os pináculos de arenito, as flores pagode, uma das suas várias grutas e árvores na floresta tropical. 

domingo, 20 de outubro de 2013

Parque do Rio Azul - Nova Caledónia

Se não me engano este é o meu 2º postal da Nova Caledónia. Foi enviado pela Manuela. 
O Parque Provincial do Rio Azul foi criado em 1980 e abrange uma área com  9.045 hectares de superfície. 

A flora é diversa e abundante e uma taxa elevada de plantas endémicas.
A maioria dos pássaros da Nova Caledónia é encontra-se neste parque, que contém a maior população de cagus, o pássaro que está no postal. 

Shirakami-Sanchi - Japão

Que grande salto geográfico. Depois de um postal de Chipre, agora tenho um do Japão, apesar de ter sido enviado da Indonésia. Foi enviado pela Jennifer e mostra uma das três cascatas de Ammon, situadas em Shirakamo-Sanchi, um local colocado na lista do Património Mundial em 1993.

Shirakami-Sanchi, uma área de 1.300 km² nas montanhas do norte de Honshu, inclui os últimos restos de floresta virgem fria - temperada das árvores de faia de Siebold, que uma vez cobriram as colinas e declives das montanhas do norte do Japão. Podem ser achados nesta floresta o urso-preto e oitenta e sete espécies de pássaros. - in: wikipédia

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Imagens do Chipre

Nunca me passou pela cabeça visitar o Chipre mas também nunca me dei ao trabalho de saber mais sobre o país e suas atracções turísticas. A Tjitske foi lá o mês passado e disse que gostou. 

O Chipre é um país diverso, a meio caminho entre a Europa e a Ásia, um país ideal para férias. Com um clima cálido, o Chipre, que foi o berço de Afrodite, surpreende pelas paisagens intocadas do seu interior e pela generosidade desarmante das suas gentes.
O Chipre é a maior ilha do Mediterrâneo Oriental, estando situada a Sul da Turquia. 
Foi desde tempos remotos uma zona de passagem entre a Europa, a Ásia e África, existindo ainda hoje inúmeros vestígios de sucessivas civilizações (vilas e teatros romanos, igrejas e mosteiros bizantinos, castelos do tempo dos cruzados e testemunhos de habitat pré-históricos).

Edition: Petros Sophokleous
Após a ocupação da parte Norte da ilha pela Turquia em 1974, as comunidades cipriotas, grega e turca ficaram separadas pela denominada Linha Verde. A zona grega aderiu à União Europeia, mas o país continua dividido por essa “linha”, patrulhada por tropas turcas e gregas e por soldados da ONU. É possível cruzar a fronteira, ou a “green line”, mas apenas da República do Chipre para a zona ocupada e apenas por um dia.
Chipre é também conhecida como a Ilha de Afrodite, a deusa do amor e da beleza, que, segundo reza a lenda, aí terá nascido.
O Chipre oferece muitíssimas atracções turísticas de praia e arqueológicas (...). Tem um grande fluxo de turistas durante o verão, quando o calor e sol são fortíssimos.
As praias são lindíssimas, como é comum nas ilhas gregas e há muitos passeios e atividades relacionadas com o mar, além de óptimos hotéis e resorts por toda a costa. - in: http://www.aproximaviagem.pt/html/n9/07_chipre.html

Imagens da Turquia

Estive há pouco tempo de férias mas já tenho vontade de viajar outra vez. Assim de repente, a Turquia parece-me um destino bem simpático. Está na lista!!

Este postal foi enviado pela Gokçe e mostra várias imagens de locais turísticos do país. No sentido dos ponteiro do relógio: Hagia Sofia em Istanbul; Kekova em Kas, Antalya; Eemplo de Adriano em in Efesus; Kusadasi em Aydin; Cascata Düden em Antalya; Perge também em Antalya; Abant em  Bolu; Alanya.
No centro: Capadócia. 

Edirne - Turquia

Esta semana foi tão fraquinha, tão fraquinha!! Recebi apenas 2 postais. Estava à espera de alguns postais UNESCO mas nem sinal deles, talvez a próxima semana corra melhor, quer dizer, TEM de correr melhor. 
Falando em postais UNESCO, este é de um local turco que me faltava e que a Nihan fez o favor de enviar, A Mesquita de Selimiye e o seu Complexo Social em Edirne, na lista desde 2011. 

A Mesquita Selimiye e seu Complexo Social situa-se no mais atraente local da cidade. O complexo é considerado a expressão mais harmoniosa jamais alcançada do kulliye Otomano, um grupo de edifícios construídos em torno de uma mesquita e gerido como uma única instituição.
Esta obra de arte criada por Mimar Sinan estilo clássico otomano. Com seu design avançado, esta mesquita construída por ordem do sultão Selim II (1569-1575), reflecte o génio de Mimar Sinan e é reconhecida como a maior obra-prima da arquitectura turca otomano.