quinta-feira, 30 de maio de 2013

Cangas de Onis - Espanha

Gosto de pontes romanas e esta em Cangas de Onis, nas Astúrias, é um belo exemplar. Não sei se o Zé Pombal leu que gosto de pontes romanas ou não, mas este postal foi uma bela escolha.

© FISA - Escudo de Oro S. A.
Esta ponte foi construída durante o reinado de Afonso XI de Castela e Leão, no século XIV.
A meio do do arco principal encontra-se pendurada uma reprodução da Cruz da Vitória, uma jóia do pré-românico asturiano, guardada na Câmara Santa da Catedral de São Salvador de Oviedo, que se converteu no símbolo do Reino das Astúrias e, mais tarde, do Principado das Astúrias.
A cruz original é feita em madeira de carvalho, forrada a ouro e pedras preciosas.

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Catedral de Ourense - Espanha

No último Dia da Mãe a Vitória realizou um sonho da mãe e levou-a até Santiago de Compostela. Que bela prenda!! Antes de chegarem a Santiago passaram por Ourense, de onde me enviou este belo postal da catedral e que eu adorei. Quando for a Santiago tenho de passar por aqui.

© Ediciones Paris S. L.
A Catedral de Ourense, diz a lenda, foi mandada construir por um monarca suevo chamado Carriarico, que pediu ajuda a São Martinho de Tours após o seu filho ficar doente. Em agradecimento mandou construir um templo no lugar onde se encontra agora a catedral.
A sua construção, em estilo românico-gótico, começou em 1160 e terminou em 1188.
Na entrada pela porta principal encontra-se o Pórtico do Paraíso que se assemelha ao Pórtico da Glória da Catedral de Santiago de Compostela, e que, junto com ele, representam os melhores conjuntos escultóricos das catedrais galegas.

Santiago de Compostela - Espanha

Santiago de Compostela é neste momento, uma das, se não mesmo a cidade espanhola no topo da minha listinha de locais a visitar. Estar no topo não significa que esteja para breve uma visita, não faço mesmo ideia de quando poderá acontecer mas não me parece que esteja para breve.
Quem já lá foi, e a pé, foi a Margarida. Fez o Caminho de Santiago desde Ponte de Lima, foi isso, não foi?? O Caminho de Santiago era algo que gostaria de fazer, mas isso ainda deve ser mais díficil do que visitar a cidade. Alguém se quer candidatar a companheiro de caminhada?
Já tenho uns quantos postais de Santiago mas foi preciso a Margarida enviar este postal para colocar um aqui.

Santiago de Compostela é a capital da Galiza e localiza-se na província da Corunha.
É uma cidade mundialmente famosa pela sua catedral de fachada barroca onde acorrem os peregrinos que perfazem os Caminhos de Santiago de maneira a depararem-se com o túmulo de Santiago, um dos apóstolos de Jesus Cristo, cujo corpo se diz que foi trasladado para aquele lugar.

Ediciones Arribas
A Catedral de Santiago de Compostela é uma catedral em estilo românico, construída entre os anos de 1075 e 1128, durante a Reconquista Cristã, na época de Cruzadas, está situada no centro histórico da cidade. É um centro milenar de peregrinação cristã da Europa e foi um factor determinante para colocar a Espanha dentro dos círculos medievais graças ao chamado Caminho de Santiago, dedicado a Santiago Maior, actual padroeiro e protector do Reino da Espanha.
Após o descobrimento pelo bispo Teodomiro de Iria Flavia, entre 820 e 835, do que se consideravam os restos do apóstolo Santiago Maior, o rei Afonso II das Astúrias mandou edificar uma igreja dedicada ao culto do apóstolo. Em 872, na época do rei Afonso III, começou a construção da nova basílica de pedra, que substituiu a pequena igreja, e que foi consagrada em 899, com a presença de dezessete bispos, e que se derrubou em 1112. Em 1075, sob o impulso do bispo Diego Páez e do rei Afonso VI de Castela e Leão começou a construção da catedral românica. - in: wikipédia

sexta-feira, 24 de maio de 2013

Ponte Romana de Chaves

Estive em Chaves há 2 anos e claro atravessei umas quantas vezes esta ponte e demorei-me a tirar fotografias.
Gostei muito de Chaves e gostei muito destes postais enviados pelo Manu e pela Paula. O da Paula já foi enviado em 2008 e volto a colocá-lo aqui agora.

Foto: Oswaldo Santos
Situada sobre o magnífico Rio Tâmega, bem no centro da cidade de Chaves, esta é uma fantástica obra Romana também conhecida por “ponte de Trajano”.
O monumento foi construído entre finais do século I e inícios do século II d.C., durante o processo de romanização da região, coincidindo com a vigência do imperador Marco Ulpio Trajano (c. 53-117).
Por estas alturas, Aqua Flaviae (Chaves) era uma importante localidade Romana, com um grande centro termal e boas estruturas viárias e civis.
A ponte tem sido objecto de posteriores obras de restauro e remodelações ao longo dos séculos, tendo mesmo sido destruída parcialmente por uma cheia no século XVI.

 Hoje em dia são apenas visíveis 12 arcos de volta perfeita, numa extensão máxima de aproximadamente 100 metros.
A meio do tabuleiro… estão duas colunas atribuídas aos imperadores Titus Flavius Vespasianus (c. 9-79) e Trajano. Pensa-se que estas colunas possam provir de outro local, talvez de umas das extremidades da própria ponte. As colunas são de grande valor histórico, pois ostentam várias referências às comunidades envolvidas na sua edificação.
Em 2001 foi descoberto um troço de cinquenta metros de calçada romana na actual Rua Cândido dos Reis, de acesso à ponte. - in:
http://www.guiadacidade.pt/pt/poi-ponte-romana-de-chaves-trajano-15805

quinta-feira, 23 de maio de 2013

Rua Vasco da Gama - Guarda

Confesso que não reconheci imediatamente este local quando recebi o postal. Trata-se de um postal da Guarda que a Gracinha comprou num leilão e que achou que eu iria gostar.
Esta imagem deve já ter mais de 20 anos, não me lembro da rua assim.

As grandes diferenças são as varandas na Pensão Aliança, o edifício na esquina do lado direito e a casa azul ao fundo da rua que já não existe, está lá um prédio agora.

Pôr-do-sol no Algarve

Tal como o postal da Edite, este também chegou hoje e também é um prémio por ter acertado num dos jogos da comunidade.

Foto: César de Sá
Foi enviado pelo Zé e como ele próprio diria, estão ali 2 ovnis que eram bem escusados.

Postal de cortiça

Este é o meu 2º postal de cortiça. Foi enviado pela Edite, um dos novos membros da comunidade em português, no forum do Postcrossing.
É do conhecimento geral que Portugal é o maior produtor mundial de cortiça. Com uma área de 730 mil hectares de montado de sobro, somos responsáveis por mais de 50% da produção mundial de cortiça.
Actualmente, esta matéria-prima tem várias utilizações, como por exemplo os revestimentos de solos, os isolamentos (térmicos e acústicos), na fabricação de instrumentos musicais, em artigos de decoração, nos componentes para calçados e para o setor industrial de diversos segmentos automóvel, bebidas, construção, alvenaria, decoração e, neste caso, postais.

www.sofoto.pt | Foto: J. C. Pinheira
A primeira extracção da cortiça ocorre, normalmente, quando a árvore atinge entre 25 a 30 anos, sendo que a extracção ocorre nos meses de Junho a Agosto. Essa cortiça, por vezes com espessura considerável, recebe o nome de virgem e distingue-se substancialmente da cortiça de reprodução extraída nos períodos seguintes: é designada por secundeira na segunda tiragem e por amadia nas tiragens ou extracções subsequentes. A cortiça amadia é a de maior qualidade, sendo por isso a mais valorizada, e a única que pode ser utilizada para o fabrico de rolhas. A partir desta fase, a cortiça é extraída a cada nove anos. - in: wikipédia

segunda-feira, 20 de maio de 2013

Quinta da Regaleira - Sintra

Foi apenas há alguns dias que se realizou mais um encontro postcrossing em solo tuga. A Adrienne é uma postcrosser da Nova Zelândia e andou a fazer uma viagem pela Europa com passagem por Portugal. Encontrou-se em Sintra com a Paula, a Ninocas e o Duarte, a Joaninha, a Rita Oliveira e o Zé Guedes.
Foi o Zé que enviou este postal. Também eu já enviei este postal algumas vezes e pensava que o tinha mas afinal não.

Rufino & Rufino, Lda
Situada em pleno Centro Histórico de Sintra, classificado Património Mundial pela UNESCO, a Quinta da Regaleira é um lugar com espírito próprio. Edificado nos primórdios do Século XX, ao sabor do ideário romântico, este fascinante conjunto de construções, nascendo abruptadamente no meio da floresta luxuriante, é o resultado da concretização dos sonhos mito-mágicos do seu proprietário, António Augusto Carvalho Monteiro (1848-1920), aliados ao talento do arquitecto-cenógrafo italiano Luigi Manini (1848-1936). - in: http://www.cm-sintra.pt/Artigo.aspx?ID=2907

Amieira do Tejo

E falando ainda em Alentejo, a última vez que passei por lá, em Março durante as minhas férias, tive o prazer de visitar o castelo de Amieira do Tejo. Nunca lá tinha estado e não tinha postais de lá. Ahh, se passarem por lá, vão comprar postais ao posto de turismo, postais iguais a este a 0.10€!!!! A não perder.

Foto: Manuel Ribeiro
Amieira do Tejo é uma freguesia do concelho de Nisa.
O castelo da Amieira, é suposto, ter sido construído no reinado de D. Afonso IV, por volta de 1350, pela Ordem de São João do Hospital de Jerusalém, a quem o rei D. Sancho II, no século XIII, doou estas terras.   A posse desta ordem terminou em 1440, no reinado de D. Pedro, devido ao prior da ordem se ter colocado ao lado de D. Leonor de Aragão, no diferendo com D. Pedro, envolvendo forças de Castela.   O terramoto de 1755, deixou o castelo bastante danificado, tendo sido realizadas algumas obras de restauro, mas só em meados do século XX, já classificado como Monumento Nacional, teve obras significativas de consolidação e restauro, por parte da Direcção-Geral dos Edifícios e Monumentos Nacionais.   Este pequeno castelo tem forma rectangular, com quatro torres, cada uma num dos… seus ângulos e Torre de Menagem. - in: http://www.guiadacidade.pt/pt/poi-castelo-de-amieira-do-tejo-13992

Castelo de Montemor-o-Novo

Nos últimos tempos tenho ido algumas vezes ao Alentejo, visitado vários locais mas a Montemor-o-Novo ainda não fui. Talvez a visita aconteça numa próxima viagem.

Foto: REUNIARTE
Já tenho vários postais deste castelo, inclusivé da Torre do Relógio e já apresentados aqui anteriormente. Resta dizer que o postal foi enviado pela Vera.

domingo, 19 de maio de 2013

Deserta Grande - Madeira

E depois dos Açores, um postal da Madeira, mais propriamente da Deserta Grande, uma das três ilhas que formam as Ilhas Desertas.
Este postal, enviado pelo Manú, mostra a Estação de Vigilância na Fajã da Doca e que dá apoio aos trabalhos de conservação na Reserva Natural.

Foto: H. Costa Neves
 Deserta Grande apresenta uma forma alongada, e é a maior e mais alta das três ilhas.  Atinge uma altitude máxima de 479 metros.
Ao longo da costa encontram-se inúmeras grutas escavadas na rocha, praias de pequenas dimensões e algumas fajãs. As fajãs de maiores dimensões são a Fajã Grande e a Fajã da Doca que resultaram de desabamentos simultâneos de terras, a oeste e a este, ocorridos em 1894. - in: http://www.pnm.pt/index.php?option=com_content&view=article&id=3&Itemid=18&lang=pt

Pico da Joana - Ilha Terceira

 Verde a perder de vista.
Ao receber postais dos Açores, fico com imensa vontade de voltar. Voltar à Terceira e visitar a Lurdes, voltar e conhecer a outras ilhas. E foi a Lurdes que me enviou este postal do Pico da Joana.

Foto: Luís Godinho
O Pico da Joana situa-se na freguesia da Feiteira. No extremo nordeste da freguesia ergue-se o Pico da Dona Joana, um cone vulcânico de escórias basálticas. O cone, com base quase circular e cerca de 500 m de diâmetro, está esventrado em direcção ao sudoeste, com a parte exposta da cratera a uma cota aproximada de 262 acima do nível médio do mar. A parte mais alta do cone, na cumeada norte e nordeste, atinge os 331 m de altitude. - in: wikipédia

Oficiais do Canadá e NL-1697781

 Photo by Eero Sorila
CA-321048, enviado pelo Richard.
A Ponte Suspensa Capilano travessa o Rio Capilano, no distrito de North Vancouver, British Columbia, Canadá. A ponte actual tem 140 metros de comprimento e está situada a 70 metros acima do Rio. Faz parte de uma propriedade privada, mas pagando um bilhete é possível atravessá-la e são cerca de 800.000 pessoas que a atravessam anualmente.
A ponte foi originalmente construída em 1889 por George Grant Mackay, um engenheiro escocês. Foi originalmente feita de cordas de cânhamo com uma plataforma de pranchas de cedro, tendo sido substituída em 1903 por uma ponte de cabo de arame. 
 A ponte foi totalmente reconstruída em 1956.

 © Published and Distributed exclusively by The Postcard Factory
CA-326603, enviado pela Rose
O Mercado Forks é um sítio histórico, ponto de encontro e um espaço verde no centro da cidade de Winnipeg localizado na confluência do Rio Vermelho e Rio Assiniboine.
A história do Forks começou com dois estábulos por volta do início de 1900; as bancas de cavalo uniram-se através de um pátio e pontes e assim se criou o mercado.
Este mercado oferece uma infinidade de lojas onde se podem encontrar uma grande variedade de produtos e lembranças. No piso inferior encontram-se os alimentos frescos, desde queijos gourmet, produtos orgânicos, carnes assadas e vinhos. No andar de cima,  os compradores vão encontrar artigos que vão desde produtos de aromaterapia, charutos e  para artesanato de 300 artesãos locais e de todo o país.
 
 Photo by Tim Van Horn
CA-332861, enviado pela Tara.
Esta é uma cabana para a pesca no gelo no Lago Scugog.
Lago Scugog, a minutos de Toronto, é um lago artificial,  O Lago é raso, as águas são turvas e escuras, o habitat perfeito para o walleye (um peixe nativo do Canadá).
No inverno, o Lago Scugog é muito procurado para a prática de pesca no gelo, sendo as principais atrações o walleye e a perca amarela.
 
NL-1697781, enviado pela Sari.
O postal foi enviado da Holanda e apesar de a imagem não estar identificada, não há dúvidas que este é o Lago Moraine no Canadá.
Este é o meu 2º postal 3D.

sábado, 18 de maio de 2013

US-2078239, US-2136363 & US-2196319

 Mais postais dos EUA, com mais um da Pennsylvania, um do Texas e outro de Nova Iorque.

 Photo © Dan Amerson
US-2078239, enviado pelo Don e escrito em português.
Pittsburgh é a segunda cidade mais populosa do estado americano da Pensilvânia, atrás apenas da cidade de Filadélfia. Pittsburgh está localizada no sudoeste do estado, sendo a sede do Condado de Allegheny.
A cidade é conhecida como a "Cidade do Aço" devido aos mais de 300 negócios relacionados com essa indústria e também "Cidade das Pontes" pelo seu recorde mundial de 446 pontes.
O postal mostra o centro financeiro da cidade.

Photo by LoneStarMike
US-2136363, enviado pela Dee Dee.
Austin é a capital do estado norte-americano do Texas.
Situada na 'Terra das Colinas' (Hill Country) na região central do Texas, Austin é a quarta cidade mais populosa do estado (depois de Houston, San Antonio e Dallas), e a 14ª mais populosa dos Estados Unidos.
O cognome oficial da cidade é "A Capital Mundial da Música ao Vivo," que refere ao grande número de músicos e clubes de música ao vivo. Em anos recentes, muitos residentes têm adotado o lema "Mantenha Austin Esquisita" (Keep Austin Weird); isto refere-se parcialmente ao estilo de vida eclético e progressista de muitos residentes, mas também é o slogan de uma campanha para conservar negócios locais e resistir à comercialização. - in: wikipédia

Photo by © Stephen Wilkes - Courtesy Peter Fetterman Gallery
US-2196319, sent by Liz.
Os edifícios que mais associamos a Nova Iorque sãos os aranha-céus. Cercada principalmente por água, a cidade acumulou uma das maiores e mais variadas coleções de arranha-céus do mundo.

sexta-feira, 17 de maio de 2013

Oficiais dos EUA

Os primeiros 4 dos últimos 7 oficiais que chegaram dos EUA. Estes são do Alasca, da Pennsylvania, do Minnessota e Washington.

Photo © M. Niemar
US-2124932, enviado pelo Jesse.
O monte McKinley, também conhecido como Denali, localizado no Alasca, Estados Unidos, é a montanha mais alta da América do Norte, com 6194 metros de altitude.
O nome dado a esta montanha originalmente na língua dena´ina é Denali. Foi renomeado pelos americanos de McKinley em homenagem a William McKinley, presidente dos Estados Unidos. Esta montanha faz parte do grupo restrito dos sete cumes, e a sua ascensão é muito complicada, devido ao factor latitude. Por estar distante da linha do equador, seus dias e noites são bem mais frios do que em montanhas mais altas, como o monte Everest por exemplo. - in: wikipédia

 Photo © Thomas E. Walczak
US-2185668, enviado pela Julie.
A Ponte Coberta de Logan Mills, no Condado de Clinton, Pennsylvania, cruza o Fishing Creek em Loganton. Foi construída em 1866, reconstruída em 1979 e ainda está aberta ao tráfego.

Photo by Laurel Mercury
US-2174496, enviado pela Brandy.
Localizado nas Ilhas San Juan, o Farol Lime Kiln, cujo nome deriva dos fornos de cal construídos nas proximidades, foi criado em 1914. Foi o último grande farol a ser estabelecido em Washington. 
 A guarda costeira automatizou o farol em 1962, usando células fotoeléctricas para ligar a luz ao anoitecer e desligar durante o dia.

US-2204964, enviado pela Sandra.
O Farol Split Rock localiza-se a sudoeste da Silver Bay, Minnesota, EUA, na costa norte do Lago Superior. A estrutura foi concluída em 1910.
 Foi construído em resposta à perda de navios durante a famosa tempestade de Mataafa de 1905, durante a qual se afundaram 29 navios no Lago Superior.

quinta-feira, 16 de maio de 2013

NL-1811846 & DE-1971526

Apesar de estes postais serem oficiais da Holanda e da Alemanha, ambos mostram imagens da Califórnia.

 © by artcolor - photo by Roland Gerth
NL-1811846, enviado pela Irma.
Na Califórnia existem imensos lagos, esta é uma imagem de um deles, não se sabe é de qual.

Photography © 1995 Carol Simowitz
DE-1971526, enviado pela Sabine.
Pode não parecer mas está um restaurante nesta praia em São Francisco. O Cliff House teve o seu início em 1858 e apesar de já ter sofrido várias mudanças e alterações, continua a ser um dos restaurantes mais icónicos em São Francisco.

Unescos do México

Não há 2 sem 3 e por isso aqui está mais um post com postais Unesco novos. Ainda me faltam uns quantos do México, mas com a chegada destes 2  postais, a Zona Arqueológica de Paquimé, Casas Grandes e o Sítio Arqueológico de Monte Albán, já fazem parte da minha preciosa colecção.

© Published and distributed by Tarjetas Sonora
 Paquimé localiza-se em Casas Grandes, Chihuahua, no México. Paquimé, no norte do México, tinha edifícios de sete andares, climatizados, e um sofisticado sistema hidráulico, em pleno século XIII. A cidade de barro é um mistério que até hoje os arqueólogos não sabem explicar. É um Património Mundial da Unesco desde 1998.
Paquimé, que atingiu o seu apogeu nos séculos XIV e XV, teve um papel fundamental no comércio e nos contactos entre a cultura de Pueblo (que viviam no noroeste dos Estados Unidos e norte do México) e as culturas mais avançadas da Mesoamérica. As ruínas são uma clara prova da vitalidade de uma cultura que foi perfeitamente adaptada ao seu ambiente físico e económico, mas que desapareceu no tempo da Conquista Espanhola. - in: wikipédia

Photo by A & P Giberstein
Monte Albán é um importante sítio arqueológico situado a cerca de dez quilómetros de Oaxaca de Juárez, estado de Oaxaca, México. Trata-se de uma das mais antigas cidades pré-hispânicas, tendo sido capital dos Zapotecas, e cujo apogeu se verificou entre os anos 500 a.C. e 800. Estima-se que a sua população tenha atingido os 35 000 habitantes e foi construída sobre uma colina cujo topo foi aplanado pelos seus construtores e que se encontra elevada 400m relativamente aos três vales de Oaxaca o que permitia aos seus habitantes a observação da região circundante até grandes distâncias. Monte Albán (espanhol para monte branco) era conhecida pelos zapotecas como Danipaguache (montanha sagrada da vida) e os astecas chamavam-lhe Ocelotepec (montanha do jaguar). O sítio de Monte Albán foi declarado Património Cultural da Humanidade pela UNESCO em 1987. - in: wikipédia