terça-feira, 1 de junho de 2010

Encontro nas Cataratas do Niagara

Continuo a dizer que não colecciono postais de animais mas quando são postais de animais nativos, animais específicos de uma região, em estado selvagem, não me importo nada de os receber. Gostei muito deste urso polar.
Este é mais um postal de um encontro Postcrossing no Canada em que a Marie "renegade_cavalcade" participou. O encontro aconteceu no passado dia 15 de Maio nas Cataratas do Niagara. Para além da Marie, participaram "cawindt", "roz1025", blind_melonette" e "taxingwoman".


"Os ursos polares habitam as regiões do circulo polar ártico e territórios envolventes, nomeadamente Canadá, Alasca, Sibéria, Gronelândia e ilhas próximas, como Svalbard (Noruega) e Wrangel (Rússia).
Com o degelo das calotes polares, muitos ursos têm sido encontrado afogados longe dos seus territórios naturais, vítimas do deslocamento de imensas massas de gelo que se separam com os animais em cima e que acabam por derreter, deixando os ursos muito longe de algum local firme e levando a que, apesar de serem excelentes nadadores, acabem por morrer.
A base da dieta dos ursos polares são as focas, independentemente da espécie, já que fornecem muito alimento e muita gordura, extremamente necessária para estes animais. No entanto, qualquer outro animal que se cruze com um urso polar pode ser uma refeição, sejam aves ou os seus ovos, mamíferos terrestres locais, peixes ou carcaças de baleia que ocasionalmente encontre enquanto vagueia.
Esta espécie está classificada pela IUCN como vulnerável, o que se deve a vários factores: a caça, que devastou grande parte dos animais desta espécie, a baixa taxa de natalidade registada na espécie e, finalmente, o aquecimento global, que pode acabar o serviço que os homens começaram. Estima-se que antes do ano 2100 possa já não haver ursos polares a viver em liberdade.
Os ursos polares a viver em liberdade têm uma esperança de vida média de 30 anos, em cativeiro um pouco mais. Há registo de um urso polar que passou os 40 anos em cativeiro, mas é o recorde conhecido." - in: http://bicharada.net/animais/animais.php?aid=246

Sem comentários: